Suspeito de ser mandante de homicídio em região nobre de Curitiba é preso

Redação


O suspeito de ser o mandante do homicídio que vitimou Wellington Moreira Bueno, de 21 anos, na madrugada do dia 19 de janeiro de 2018, foi preso nesta segunda-feira (26), pela Polícia Civil do Paraná. Wellington foi atingido por quatro disparos de arma de fogo e morreu na Rua Coronel Dulcídio, perto da Praça da Espanha, no bairro Batel, em Curitiba.

Bruno Eduardo Tavares Freitas, conhecido também por “Bruninho” foi detido e já acumula passagens policiais por crimes de porte e tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, furto e violação de domicílio. O outro suspeito, ainda à solta é Raul Reis, de apenas 19 anos – a informação foi dada pelo repórter Lucas Rocha, da Rede Massa. Quem tiver informações do suspeito ainda não detido, pode ligar no Disque Denúncia 0800-6431121.

Segundo a delegada Tathiana Guzella, a motivação do crime teria sido uma vingança. Isso porque, segundo testemunhas, os dois autores e a vítima tiveram uma briga, com agressões físicas leves, cerca de um mês antes da morte de Wellington.

Ainda de acordo com Guzella, há suspeitas que Bruninho seja o mandante do assassinato. Apesar disso, o preso alega não conhecer a vítima e nem o atirador.

“Temos vários testemunhos dizendo que se conheciam. O Bruno estava durante horas antes na companhia somente do atirador. O atirador fez os disparos e, em seguida, na Coronel Dulcídio, ambos se juntam, saem correndo e se juntam com a multidão”, completou a delegada.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="597738" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]