Tarifa técnica do transporte coletivo sobe para R$ 4,71 em Curitiba

Metro Jornal Curitiba

Já o valor pago na catraca pelos passageiros, de R$ 4,25, permanecerá o mesmo.

Em resolução publicada ontem (31) no Diário Oficial do Município, a prefeitura subiu a tarifa técnica do transporte coletivo de R$ 4,24 para R$ 4,71, um aumento de 11%. Ou seja, a passagem paga pela Urbs às empresas de ônibus será 46 centavos mais cara do que a recebida, já que o valor pago na catraca pelos passageiros, de R$ 4,25, permanecerá o mesmo.

O novo valor é retroativo a 26 de fevereiro, data contratual de reajuste da tarifa técnica. O déficit milionário das passagens deve ser subsidiado pela prefeitura com parte da verba de um convênio de R$ 71 milhões assinado com o governo do estado em 5 de junho para “ampliar as integrações na RMC”.

Em nota, as empresas de ônibus declararam que a projeção dos passageiros – dado fundamental para a composição da tarifa – por anos classificada como superestimada, agora é realista.

“O reajuste da tarifa técnica versa sobre esse equilíbrio e, embora haja uma pequena divergência ou outra, o cálculo da tarifa técnica, via de regra, obedeceu a metodologia estipulada no Anexo III do contrato. Da mesma forma, a projeção de passageiros feita pela Urbs está bastante próxima do que ocorre de fato, o que possibilita que o sistema trabalhe dentro de uma perspectiva realista”.

As empresas também disseram que desde a assinatura do termo aditivo, no fim do ano passado, foram montaram grupos de trabalho com a Urbs para estabelecer um cronograma de renovação de frota, melhorar a eficiência da operação no dia a dia e buscar o equilíbrio econômico-financeiro do sistema.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="541025" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]