Paraná registra mais uma morte por dengue: número total sobre para 23

Mariana Ohde


O Paraná tem mais uma morte por dengue confirmada, segundo o boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (23) pela Secretaria de Estado da Saúde.

A vítima é uma mulher de 86 anos, moradora de Medianeira. Ela tinha um quadro de hipertensão, que evoluiu com arritmia cardíaca grave. O óbito ocorreu em 20 de abril, mas a causa da morte estava sendo em investigada.

Agora, são 23 mortes confirmadas no Paraná. A cidade com mais registros é Londrina (9), seguida por Cascavel (4), Foz do Iguaçu (3) e Paranavaí (3).

Casos de dengue

O boletim também confirma 895 novos casos no Paraná, número que representa uma queda em relação aos relatórios anteriores, quando, em média, mil novos casos eram confirmados por semana no estado.

Ao todo, são 21.391 casos de dengue confirmados desde agosto de 2018, quando foi iniciada a contagem. As 22 Regionais de Saúde apresentam casos autóctones de dengue – casos em que a dengue é contraída no município de residência do paciente.

Até agora, são 91 municípios considerados em epidemia. Nesta semana, entraram para a lista Iaguajé, na região Noroeste, e Assaí, no Norte. Ao todo, 260 cidades têm casos confirmados da doença.

A incidência da dengue no Estado é de 187,28 casos por 100 mil habitantes, considerada situação de Alerta de Epidemia pelo Ministério de Saúde (100 a 299,99 casos/100 mil habitantes).

> Veja o boletim completo

Combate à dengue

Cerca de 77,2% dos focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chinkungunya e zika vírus, estão nos quintais das residências, terrenos baldios e imóveis comerciais. São locais que acumulam água parada, como vasos, pneus, calhas, plantas, entre outros.

Eliminar esses criadouros é a melhor forma de ajudar a conter a propagação do vírus, que pode ser fatal, principalmente, para idosos, crianças e pessoas com problemas de saúde anteriores.

 

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal