64% dos municípios paranaenses estão sem delegados, alerta Adepol

Andreza Rossini


Da BandNews Curitiba

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Paraná cobra, do governo, a nomeação de pelo menos 150 profissionais. A Adepol afirma que, dos 399 municípios paranaenses, 256 estão sem delegados próprios, o que equivale a 64% do total.

Por isso, iniciou uma campanha por meio de outdoors divulgados em Curitiba e região metropolitana. Neles, o questionamento ‘Governador, cadê o delegado?’.

O diretor jurídico da Adepol, Pedro Felipe de Andrade, explica que essa é uma nova tentativa de pressionar o poder executivo, já que a ação movida pela associação, há alguns meses, ainda não teve resultado.

“Ainda não tivemos a resposta esperada do poder judiciário. Essas ações realmente demoram, a liminar ainda não foi deferida e agora até sair a sentença final deve demorar mais um tempo. Nossa preocupação é que o concurso vence em abril e 150 aprovados ainda aguardam a nomeação. Tentamos sensibilizar as autoridades responsáveis pela importância que é não deixar esse concurso expirar antes de nomear os aprovados”, afirmou.

Segundo ele, em alguns casos, um único delegado chega a atender até oito municípios. “Tem delegados que acumulam mais de uma comarca, que cada uma tem quatro municípios e é claro que isso é humanamente impossível, o atendimento não é a contento. É claro que a grande prejudicada é a população, que muitas vezes não tem a autoria de um crime definida”.

O que a Adepol pede é a nomeação de pelo menos 150 delegados aprovados em concurso no ano de 2013. O prazo para convocação vence em abril do ano que vem. Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná afirma que um protocolo para contratação de 49 novos delegados está em trâmite, e que depende da Lei de Responsabilidade Fiscal, que limita os gastos públicos com pessoal.

Entretanto, a associação diz que esse projeto está em andamento há pelo menos dois anos e ainda não saiu do papel.

Previous ArticleNext Article