Após quase 20h, presos liberam refém e chega ao fim rebelião em Castro

Francielly Azevedo


Chegou ao fim, por volta das 12h40 desta terça-feira (26), a rebelião na cadeia pública de Castro, na região dos Campos Gerais, no Paraná. Foram quase 20h de motim dos presos, que terminou só após a liberação de reféns.

De acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), por volta das 17h desta segunda-feira (25) os presos iniciaram a revolta durante a entrega de marmitas. Eles renderam o agente carcerário que distribuía o jantar e tentaram fugir, mas foram impedidos pelos policiais civis que estavam de plantão. Com a fuga frustrada, os presos mantiveram o agente refém.

Os presos reclamavam da falta de estrutura e superlotação do local. Após negociações realizadas pelo Comando de Operações Táticas (COE), Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e Depen, com o apoio da Vara Criminal de Castro, Defensoria Pública e advogados, o refém foi liberado.

Segundo o Depen, o agente teve escoriações leve e por precaução foi encaminhado para Unidade de Pronto Atendimento para fazer alguns exames, foi liberado em seguida e passa bem.

Durante o motim os presos danificaram algumas portas e câmeras de monitoramento, os reparos já foram iniciados. Dez presos foram transferidos para a Penitenciária de Ponta Grossa.

 

 

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.