Moradores reconstroem casas em Turvo: mais de 3 mil foram afetados por tempestade

Redação


Cerca de 3.200 pessoas foram afetadas pela tempestade que atingiu a cidade de Turvo, nos Campos Gerais, na noite desta sexta-feira (24). Os dados são da Defesa Civil. A cidade paranaense tem população estimada em 12,7 mil pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Estima-se que 800 casas foram danificadas. Segundo a prefeitura, o número de residências afetadas representa cerca de 90% do total da cidade. Segundo a Defesa Civil, 70 pessoas ficaram desabrigadas durante a noite e foram alojadas em uma escola. Neste sábado (25), com a melhora das condições do tempo, elas voltaram às residências para tentar reparar os danos. Porém, muitos moradores precisam de ajuda para reconstruir as casas.

Há dois pontos de coleta de doações; a Escola Frida, que abrigou os desalojados, e o salão paroquial da Igreja Nossa Senhora de Aparecida. Os moradores precisam de roupas, colchões, cobertas, itens de higiene, e materiais de construção. Quem é de outras cidades pode fazer doações em dinheiro por meio da conta do município: Banco do Brasil, Agência 1946-1, conta corrente 58048-1, CNPJ:782799730001-07.

Ainda segundo dados da Defesa Civil, houve registro de chuva de granizo em Boa Ventura de São Roque, além de tempestades em Ponta Grossa e Moreira Sales. Em Toledo, Céu Azul e Campo Largo foram registrados vendavais. Na sexta-feira, havia sido emitido alerta de vendaval no Sul do Brasil.

Auxílio

Ainda em Turvo, a Defesa Civil disponibilizou lonas e 90 conjuntos de dormitórios, com colchão, roupas de cama e cobertores, 70 conjuntos de limpeza e 2 mil peças de roupas doadas pelo Provopar.

Na internet, a governadora Cida Borghetti (PP) mostrou seu apoio e garantiu auxílio do Estado.

Na sexta-feira, a prefeitura de Turvo emitiu uma nota em que classificou a situação como “emergência”. “A chuva de pedras que ocorreu próximo das 16h desta sexta-feira deixou grandes estragos no município”, informou. O estado de emergência, porém, só é decretado oficialmente após avaliação dos danos.

Segundo a administração municipal, mais de 600 famílias se cadastraram só ontem para receber auxílio após terem suas casas danificadas. A chuva também prejudicou comércios, escolas, postos de saúde, entre outros.

A chuva de granizo durou cerca de cinco minutos, mas foi suficiente para destelhar casa e alagar o hospital da cidade. O prédio da Prefeitura e da Polícia Militar também tiveram danos.

A cidade também ficou sem energia elétrica em função do temporal. O Corpo de Bombeiros de Guarapuava foi acionado para ajudar na ocorrência.

A prefeitura informou que as famílias desabrigadas estão sendo acolhidas. “Quem puder ajudar com lona, cobertores, alimento, roupas podem levar até o salão ou na assistência social. Toda ajuda é bem vinda”, diz o comunicado.

Publicado por Prefeitura Municipal de Turvo-PR em Sexta, 24 de agosto de 2018

 

Previous ArticleNext Article