FAS bate recorde de acolhimento no fim de semana em Curitiba

CBN Curitiba

acolhimento, abrigos, fas, fundação de ação social, inverno, frio, curitiba

Os abrigos da Prefeitura de Curitiba registraram um novo recorde no número de acolhimentos de pessoas em situação de rua, neste fim de semana. No último sábado (19), foram 1.045 pessoas atendidas nas unidades mantidas pela Fundação de Ação Social (FAS) para proteger essa população do frio intenso, e no domingo (20), 1.018.

Até então, o maior número de acolhimentos tinha sido registrado na quarta-feira (16), quando 1.030 pessoas foram abrigadas pela Prefeitura.

Desde o início da pandemia na cidade, a média diária de acolhimento nas unidades oficiais da Prefeitura tem sido de 800 pessoas, mas com a chegada do frio este número passa de 1.000.

Muitas das pessoas atendidas no fim de semana procuraram o serviço espontaneamente nas casas de passagem onde o atendimento é feito sem a necessidade de encaminhamento das equipes técnicas. Foram 385 pessoas no sábado, e 400 no domingo.

Balanço de acolhimentos em abrigos

Durante o fim de semana, a FAS realizou 275 abordagens sociais a pessoas em situação de rua para oferecer acolhimento. Deste total, 151 delas foram feitas a partir de solicitações à Central 156 ou por telefone. Em 52 situações, os educadores sociais estiveram no endereço indicado, mas já não havia ninguém no local.

Dos que foram abordados, 96 deles aceitaram acolhimento no sábado, e 60 no domingo. Mesmo com frio e a equipe oferecendo atendimento, em 110 abordagens as pessoas se recusaram a ir para os abrigos. Como estavam com pouco agasalho, 14 delas receberam cobertores para se proteger do frio.

Em função do estado de saúde, a FAS precisou encaminhar uma pessoa para atendimento médico e outra foi levada para uma das unidades de isolamento do município por apresentar sintomas gripais.

Durante as noites de sábado e domingo, sete cães e dois gatos de pessoas em situação de rua também foram acolhidos em unidades que possuem canis.

Ação Inverno

O trabalho de abordagem social e acolhimento faz parte da Ação Inverno – Curitiba que Acolhe e foi intensificado das 18h às 22h, para garantir que as pessoas em situação de rua pudessem ser abrigadas antes da madrugada, quando as temperaturas costumam ser mais baixas.

O trabalho foi realizado todas as noites, desde a última sexta-feira (11), em função do frio, com temperaturas iguais ou abaixo de 9 graus. Dezesseis equipes participam do trabalho que nos demais horários segue o cronograma da Central de Encaminhamento Social, que funcionam 24 horas.

A população também pode ajudar a proteger a população em situação de rua. Caso veja algum morador de rua desprotegido, ligue para 156 ou acesse o aplicativo Curitiba 156.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="771259" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]