Acidente na BR-376: Dois morrem e 22 ficam feridos após ônibus tombar; VÍDEO

Vinicius Cordeiro

acidente br-376 ônibus umuarama futsal

Um grave acidente com o ônibus do Umuarama Futsal, time do noroeste do Paraná, resultou em duas mortes e 20 feridos na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná, na manhã desta quinta-feira (8). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o veículo estava sendo ocupado por 24 pessoas (dois condutores e 22 passageiros). Além disso, o tombamento interdita a pista sentido Santa Catarina, com fila de oito quilômetros. Não há previsão de liberação do fluxo.

Segundo a corporação, seis pessoas foram socorridas com ferimentos moderados, além de 15 vítimas leves e uma pessoa em estado grave. Todos foram encaminhados para o Hospital São José de Joinville e o UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) de Garuva. O acidente ocorreu no quilômetro 667 da rodovia, por volta das 8h40.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que os dois óbitos confirmados no acidente são de um dos motoristas e um passageiro que estava na parte de trás do ônibus. Ainda não se sabe se uma das vítimas era um jogador ou membro da comissão técnica do clube.

A equipe de futsal viajava para Jaraguá do Sul (SC), onde enfrentaria o time de Jaraguá pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil de Futsal. A partida está prevista para às 17h desta sexta (9), mas deve ser adiada. A LNF (Liga Nacional de Futsal) ainda aguarda mais informações para divulgar nota sobre o caso.

Um vídeo gravado por um motorista mostra o momento em que o ônibus tombou na BR-376, próximo de uma área de escape na Serra do Mar. O acidente ainda envolveu um carro e uma carreta, mas nenhum ocupante desses veículos ficou ferido.

Segundo a PRF, dois trabalhos de perícias serão feitos tanto no ônibus do Umuarama Futsal quanto no trecho da BR-376 para apurar as causas do acidente.

MORTOS NO ACIDENTE DA BR-376 SERÃO IDENTIFICADOS PELO IML

(Divulgação/PRF)

De acordo com a PRF, a identificação das duas vítimas no acidente da BR-376 ficará a cargo do IML (Instituto Médico Legal). No entanto, a corporação ainda não informou se os agentes responsáveis serão do Paraná ou de Santa Catarina.

Por fim, o resgate das vítimas foi feita com o apoio de duas aeronaves da PM-SC (Polícia Militar de Santa Catarina), além da equipe da concessionária Arteris, responsável por administrar o trecho, e os agentes da PRF e do Corpo de Bombeiros.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="774458" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]