Acusado por feminicídio no PR é preso pela Interpol em Portugal

Redação

interpol, acusado, feminicídio, portugual, goioerê, paraná

Um homem acusado por feminicídio em Goioerê, no centro-oeste do Paraná, foi preso nesta semana em Portugal após ter o nome incluído na “difusão vermelha” da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal).

Segundo a 2ª Promotoria de Justiça de Goioerê, o denunciado matou a ex-sogra após sucessivas tentativas de reatar o relacionamento com a ex-esposa. O crime aconteceu no dia 1º de janeiro de 2020.

Conforme as investigações, o acusado matou a ex-sogra com dois tiros à queima roupa. Posteriormente, deixou o corpo em um córrego nas proximidades da residência. Por isso, ele também pode ser responsabilizado por ocultação de cadáver.

Diante das insistentes ameaças, a ex-esposa do denunciado havia conseguido na Justiça um mandado de medidas protetivas. Apesar disso, o suspeito continuou a procurá-la com o intuito de reatar o relacionamento.

Foragido, a promotoria identificou que o acusado poderia estar no exterior. Por isso, solicitou a inclusão do nome do home na “difusão vermelha” da Interpol, que equivale a um mandado de captura internacional.

A prisão ocorreu no dia 12 de abril e foi informada ao Ministério Público do Paraná nesta quarta-feira (14). Ontem (15), a 2ª Promotoria de Justiça de Goioerê solicitou a extradição do acusado para que ele seja processado e julgado no Brasil.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="757997" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]