Adolescente morre horas depois de receber alta da UPA, em Cascavel

Um adolescente de 14 anos morreu, nesta quarta-feira (11), horas depois de receber alta da UPA Tancredo Neves, em Cascav..

Redação - 11 de novembro de 2020, 18:00

Reprodução
Reprodução

Um adolescente de 14 anos morreu, nesta quarta-feira (11), horas depois de receber alta da UPA Tancredo Neves, em Cascavel, no oeste do Paraná. Familiares alegam negligência no atendimento, e afirmam que o garoto ainda apresentava sintomas como febre e vômitos.

Segundo a prefeitura de Cascavel, o médico responsável será afastado. A conduta do profissional será avaliada pelo CONSAMU, consórcio responsável pela saúde pública nesta região do Paraná. As informações são do Tarobá News.

De acordo com familiares, o adolescente de 14 anos estava doente havia vários dias. Na semana passada, o jovem chegou a ficar internado em um hospital privado para tratamento de pielonefrite, uma doença infecciosa que ataca os rins.

Após passar mal novamente, a família acionou o Samu, que encaminhou o garoto para a UPA Tancredo Neves. Ele passou a madrugada em observação e recebeu alta na manhã desta quarta-feira (11).

Em casa, o adolescente voltou a sentir-se mal, e o Samu teria orientado a família a levar o jovem para um hospital por meios próprios. A ambulância demorou 20 minutos para chegar até a casa.

Paramédicos tentaram manobras de reanimação, mas a vítima morreu a caminho da Unidade de Pronto Atendimento.

A Secretaria Municipal da Saúde de Cascavel se manifestou por meio de nota. Leia:

"O paciente C.R.O. deu entrada na UPA Tancredo as 2h50 do dia 11/11 pelo SAMU. Apresentava quadro de febre, cefaleia e vômitos. Foi atendido de imediato, realizou exames e foi medicado, permanecendo em observação. Foi reavaliado às 7h25, tendo alta, após referir melhora do quadro e dos sintomas.

Recebeu alta com orientações para a mãe e medicações para uso domiciliar. O paciente esteve internado anteriormente em hospital privado para tratamento de pielonefrite, com alta em 05/11.

Diante do conhecimento do caso, a SESAU notificou o CONSAMU para afastamento do médico, apuração e investigação sobre a conduta médica de forma imediata".

*Com informações do Tarobá News