Agente de cadeia é libertado após ser feito refém por quase 24 horas em Piraquara

Foi libertado após quase 24 horas o agente de cadeia feito refém por presos da CCP (Casa de Custódia de Piraquara), no P..

Redação - 05 de novembro de 2019, 16:43

Divulgação/AEN
Divulgação/AEN

Foi libertado após quase 24 horas o agente de cadeia feito refém por presos da CCP (Casa de Custódia de Piraquara), no Paraná. Ele não se feriu. A informação foi confirmada pelo Depen-PR (Departamento Penitenciário do Paraná).

De acordo com as informações oficiais, o agente de cadeia foi tomado como refém no às 14h de segunda-feira (4). Ele ficou em poder dos presos até hoje (5), às 13h45.

O servidor foi feito refém no momento em que fazia o procedimento em uma das celas. Segundo fontes ouvidas pela reportagem, a ação foi coordenada por integrantes de uma das três facções que atuam na CCP.

Ainda conforme a fonte, os presos faccionados pediam a transferência da unidade de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Os presos envolvidos na situação foram levados à delegacia e responderão por mais este crime.

REFÉM TRABALHA NO REGIME PSS – PARANÁ

Ainda de acordo com as informações confirmadas pelo Sindarspen (Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná), a vítima é um trabalhador contratado via PSS (Processo Seletivo Simplificado). Ele recebe metade do salário de um agente penitenciário e não tem estabilidade.

O Paraná tem, atualmente, 1.200 agentes de cadeia.

CCP TEM 1 AGENTE PARA 64 PRESOS

A CCP (Casa de Custódia de Piraquara) abriga 1.600 presos, mas apenas 25 agentes de cadeia trabalha, no local. A relação é de um agente para cada preso.

Nos últimos nove anos, a população carcerária do Paraná subiu de 14 mil para 22 mil, enquanto as vagas para agentes de carreira diminuiu de 4.131 para 3.098. A demanda é suprida com a contratação de servidores temporários via PSS.