Agente de trânsito é condenado por cobrar propina de motoristas infratores

Andreza Rossini


Um ex-agente da 16ª Ciretran de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, foi condenado por ato de improbidade administrativa  pela 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca.

De acordo com o Ministério Público, ele cobrou R$ 500 de dois motoristas para facilitar a aprovação no exame prático de motocicleta e deixar de marcar pontos por infrações na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os crimes ocorreram em 2011.

O servidor deve devolver os R$ 500 corrigidos, perdeu o cargo público e está proibido de contratar pelos próximos dez anos, teve os direitos políticos suspensos por oito anos e deve pagar multa no valor de 20 vezes do que recebia na época dos fatos.

Os motoristas que concordaram com o pagamento de propina também foram condenados por improbidade. Eles terão que pagar multar – o juiz estabeleceu o valor da sanção em 30 vezes os R$ 500,00 que foram alvo do processo.

Previous ArticleNext Article