Agente penitenciário é assassinado em Curitiba; polícia suspeita de latrocínio

O agente penitenciário Edson Cardoso, de 57 anos, foi assassinado nesta sexta-feira (20), dentro de casa, em Curitiba. D..

Francielly Azevedo - 21 de dezembro de 2019, 11:15

Divulgação / Sindarspen
Divulgação / Sindarspen

O agente penitenciário Edson Cardoso, de 57 anos, foi assassinado nesta sexta-feira (20), dentro de casa, em Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, o caso é tratado como latrocínio.

Segundo o Sindarspen (Sindicato dos Policiais Penais do Paraná), Edson estava em casa quando recebeu um chamado à porta e levou um tiro na cabeça.

A Polícia Civil afirma que as diligências realizadas até o momento apontam que o caso seja um latrocínio. "Não há nenhum indício de execução por outros motivos", diz o comunicado.

CARREIRA COMO AGENTE PENITENCIÁRIO

Edson entrou no sistema penitenciário em 2008 e sempre foi visto como uma pessoa pacata, responsável e respeitoso com todos em sua volta, segundo o Sindarspen. Ele estava lotado na Penitenciária Estadual de Piraquara I (PEP I).

Por meio de nota, o sindicato lamentou o ocorrido e disse que todo o amparo jurídico necessário também será dado à família do servidor. "Seu assassinato causa profunda tristeza e estranhamento a todos.", diz.

Cardoso deixa esposa e dois filhos.