Morretes tem novo ponto impróprio para banho

O Rio Nhundiaquara, em Morretes, no litoral do Paraná, tem um ponto impróprio para banho, de acordo com o Boletim de Bal..

Redação - 14 de fevereiro de 2020, 13:49

José Fernando Ogura/ANPr
José Fernando Ogura/ANPr

O Rio Nhundiaquara, em Morretes, no litoral do Paraná, tem um ponto impróprio para banho, de acordo com o Boletim de Balneabilidade divulgado hoje (14).

O Instituto Água e Terra, responsável pelo relatório semanal, mostra que, devido às chuvas, o Largo Lamenha Lins teve um resultado alterado. Contudo, o Porto de Cima, também no Rio Nhundiaquara, está com condições apropriadas.

Outros pontos também seguem com águas com más condições para banho. A Ponta da Pita, em Antonina, e o Rio Marumbi, próximo à ponta Estradas Anhaia, são dois deles.

“O resultado alterado no Largo Lamenha Lins se dá em razão da maior intensidade de chuva no mês de fevereiro que pode ser mais forte em alguns pontos”, explica Ivonete Coelho, gerente de Licenciamento Ambiental do Instituto Água e Terra, sobre a principal novidade do atual boletim.

ESTUDO DA BALNEABILIDADE NO PARANÁ

O boletim de balneabilidade monitora 49 pontos no litoral do Paraná. 13 destes são em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, 6 na Ilha do Mel, 3 em Morretes e 2 em Antonina.

Já no interior, são verificados pontos em prainhas e rios em cidades como Foz do Iguaçu,  Missal, Marechal Cândido Rondon, Entre Rios do Oeste, entre outras.

O Instituto Água e Terra monitora a concentração das bactérias Escherichia coli (E.coli) na água. Quanto maior a quantidade, maior a possibilidade de risco à saúde dos banhistas, provocando problemas gastrointestinais, como vômitos e diarreias.

SINALIZAÇÃO EM PRAIAS E RIOS

É possível se orientar sobre as condições da água  no Paraná pelas bandeiras na orla das praias, nos rios e nos reservatórios.

A sinalização informa a condição da água a 100 metros à direita e à esquerda de cada bandeira. A cor vermelha significa que a água não é recomendada e a azul que a região está própria para banho.

*** colaboração de Ana Claudia Guerim, sob supervisão de Vinicius Cordeiro.