Alagamentos causam estragos em Rio Branco, Itaperuçu e São José

Narley Resende


A chuva que começou a cair na sexta feira (19) provocou estragos na Grande Curitiba. Neste fim de semana, vários pontos de alagamentos foram registrados na Região Metropolitana.

Em Pinhais, a Defesa Civil do município registrou alguns pontos de alagamentos, mas nenhuma ocorrência foi registrada. Já na região de Rio Branco de Sul e Itaperuçu os prejuízos foram maiores.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Rio Branco do Sul, que atende vários municípios da região, no sábado (20) foram registradas dez ocorrências. Vários locais da cidade tiveram deslizamentos de terra.

Na Avenida Industrial, na altura da empresa Votorantim, uma mulher precisou ser resgatada pelos bombeiros. O carro onde ela estava não conseguiu passar pela rua alagada e, por problemas de saúde, a motorista não conseguiu deixar o veículo sozinha.

Já em Itaperuçu, um muro de uma casa cedeu e os moradores precisaram ser realocados na casa de parentes. Não há registro de pessoas feridas.

Em Curitiba, a região da divisa da capital com São José dos Pinhais, foi um dos pontos de atenção por conta dos níveis do Rio Iguaçu.Durante todo o sábado (20), o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e a Defesa Civil tiveram que monitorar a Ponto do Rio Iguaçu, na Avenida das Torres, pelo risco de alagamentos.

No entanto, no início deste domingo as chuvas começaram a perder a intensidade e os níveis do Rio Iguaçu já retornaram ao normal. Apesar da chuva e das rajadas de vento, não foram registradas ocorrências pela Defesa Civil de Curitiba, até a manhã deste domingo. O município continua em constante monitoramento.

A Defesa Civil do Paraná registrou apenas uma ocorrência em Querência do Norte onde cerca de 15 casas sofreram destelhamentos. No entanto, os moradores não precisaram deixar os imóveis.

Segundo o Simepar, já não há previsão de chuvas nesta segunda feira (22).

Veja a previsão do Simepar:

20160821_1No domingo as áreas de instabilidade mais fortes se afastam do Paraná, mas ainda há previsão de chuvas entre o norte, Campos Gerais, sul, RMC e litoral entre a madrugada e o início da tarde. Nos demais setores a nebulosidade também varia bastante, mas sem indicativo de precipitação. O gradual avanço de uma massa de ar polar, ar frio, diminui a concentração de nuvens no Estado durante o dia, com temperaturas baixas (sensação de mais frio devido ao vento). A tendência é que as temperaturas mínimas deste domingo ocorram no final da noite. 

(Ana Kruger, CBN Curitiba)

Previous ArticleNext Article