Aliel Machado diz que ainda acredita na virada

Primeiro candidato à prefeitura de Ponta Grossa a votar neste domingo de segundo turno, o deputado federal Aliel Machado..

Roger Pereira - 30 de outubro de 2016, 10:22

Primeiro candidato à prefeitura de Ponta Grossa a votar neste domingo de segundo turno, o deputado federal Aliel Machado (Rede) lembrou que, no primeiro turno, nenhuma pesquisa de intenção de votos divulgada na cidade indicava que haveria o segundo turno. Por isso, o candidato disse que ainda acredita que pode vencer o pleito municipal contra o atual prefeito, Marcelo Rangel (PPS).

“Ainda acredito, muitas pesquisas furaram antes do primeiro turno. Não há favoritismo para nenhum lado Precisamos respeitar a vontade das pessoas e acredito que Ponta Grossa saberá escolher o melhor para a cidade”, disse o candidato.

A única pesquisa divulgada na cidade, do instituto IRG, contratada pelo jornal Diário dos Campos, registrada sob o número 09669/2016 na Justiça Eleitoral, indica uma vantagem de 20 pontos percentuais para o atual prefeito 52% a 32% da preferência do eleitorado.

O deputado disse crer que conseguiu conquistar novos votos após o debate de sexta-feira, na RPCTV. “Nós temos uma expectativa, principalmente depois do debate. Vamos esperar a decisão das pessoas, mas nossa campanha foi uma campanha de propostas, que trabalhou com a verdade, contou os problemas da cidade e apontou soluções”, afirmou.

Aliel votou acompanhado de sua mãe, sua esposa, seu filho e um sobrinho. “Hoje é o dia, o dia das pessoas escolherem, estou muito tranqüilo. Fizemos uma campanha muito propositiva, muito bonita, mostrando propostas e mostrando a realidade da cidade de Ponta Grossa. Então estou muito feliz por estar aqui hoje, com minha família, de estar no segundo turno, e com a expectativa de colaborar ainda mais com nossa cidade”, disse.

O candidato afirmou que, caso eleito, sua primeira ação será relativa às finanças da cidade. “Vamos colocar a casa em ordem, a cidade de Ponta Grossa precisa de muitas coisas, principalmente relacionada à dívida do município. Para que você possa colaborar e trabalhar bem, é preciso colocar a casa em ordem, porque é uma administração. E é isso que nós vamos fazer”.