Ambientalistas comemoram os 30 anos de tombamento da Serra do Mar

Jordana Martinez


A Associação MarBrasil, Mater Natura, Observatório de Conservação Costeira (OC2), ONG Parceiros do Mar, Instituto Sea Shepherd Brasil – Núcleo Paraná e SPVS, comemoraram nesta semana os 30 anos do Tombamento da Serra do Mar.  Participaram do evento  professores universitários, membros do Ministério Público e do Poder Judiciário, estudantes, empresários, donas de casa, conservacionistas, políticos e militantes do movimento ambiental.
“O tombamento da Serra do Mar do Paraná, ocorrido no ano de 1986, encerra uma das maiores demonstrações de reconhecimento do bem comum que os paranaenses já realizaram. Foi um ato histórico em respeito à importância maior de um patrimônio de todos, motivo de orgulho e de grandeza.”, diz Clovis Borges, da SPVS, lembrando que a Serra do Mar foi oficialmente tombada pelo Governo do Paraná de 1986, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e do Esporte, Coordenadoria do Patrimônio Cultural/ Curadoria do Patrimônio Histórico e Artístico.
Para Juliano Dobis, da Associação Mar Brasil, “Estamos diante da iminência de instalação de grandes empreendimentos portuários, industriais e viários, em sua maioria na contramão da conservação do remanescente da Mata Atlântica e dos ecossistemas marinhos, com impactos sinérgicos que poderão afetar definitivamente a vida de comunidades locais, sua cultura e suas atividades econômicas tradicionais.”
É na Serra do Mar do Paraná que se encontra o maior remanescente em bom estado de conservação da Mata Atlântica, bioma que hoje resguarda menos de 7% do seu original. Região com beleza cênica admirada por todos, rica em biodiversidade de fauna e flora, com espécies endêmicas e ameaçadas de extinção, e ecossistemas que prestam serviços ambientais de extrema importância para toda população que mora e visita o litoral. A região costeira é representada hoje por um mosaico de unidades de conservação que contempla os mais diversos ambientes litorâneos, sem dúvida o mais extenso patrimônio natural do Estado.

Todos os participantes assinaram a “Carta de Curitiba”  que será encaminhada às autoridades responsáveis atualmente, na qual os participantes da comemoração dos 30 anos do tombamento da Serra do Mar e também participantes responsáveis na época pelo ato de tombamento, exigem que o Poder Público, em todos os níveis, e a iniciativa privada, reconheçam a importância da conservação da Serra do Mar e do litoral do Paraná como um todo; que a legislação ambiental seja respeitada em sua plenitude, permitindo uma delimitação coerente e responsável para o desenvolvimento regional; que hajam investimentos concretos e robustos na proteção destes ecossistemas que compõem o bioma Mata Atlântica e, por fim, que a Serra do Mar continue sendo Patrimônio Natural de todos os paranaenses.

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="375757" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]