Caso Tatiane Spitzner: acompanhe ao vivo o julgamento de Luis Felipe Manvailer

Redação

Caso Tatiane Spitzner: acompanhe ao vivo o julgamento de Luis Felipe Manvailer

Na manhã desta segunda-feira (10), o julgamento de Luis Felipe Manvailer, acusado pela morte de Tatiane Spitzner, passa a ser transmitido ao vivo.

Após 11 horas de depoimento do réu, a sessão será retomada por volta das 12h de hoje, quando a fase de debates entre os advogados de defesa e assistentes de acusação é iniciada.

Manvailer é acusado de homicídio qualificado e fraude processual, com qualificadora de feminicídio.

JULGAMENTO DE LUIS FELIPE MANVAILER: TRANSMISSÃO AO VIVO

O julgamento de Luis Felipe Manvailer começou na última terça-feira (4), no Fórum de Guarapuava, na região central do Paraná.

Sete homens foram sorteados, dentro de 30 convocados, para compor o Conselho de Sentença. Quatro mulheres foram sorteadas, mas foram dispensadas depois de pedidos da defesa do acusado.

O plenário é composto apenas por homens. Até este domingo foram ouvidos 17 pessoas envolvidas no caso Tatiane Spitzer:

  • delegado Bruno Maciozek: que investigou o caso;
  • Camila Gibran: vizinha do casal;
  • José Ivo: marido de Camila e vizinho do casal;
  • Guilherme Ribas Taques: perito do IML;
  • Flávio Ladwig: síndico do prédio;
  • Marco Aurélio Jacó: policial civil;
  • Obadias de Souza: perito do IML;
  • Leandro Dobrychtop: policial civil;
  • Newton Albach: policial militar;
  • Antonio Marcos Machado: vizinho de frente do prédio;
  • André Manvailer: irmão do réu;
  • Rodrigo Crema: cardiologista que atendeu Tatiane e Manvailer;
  • Fernanda Ayres: vizinha;
  • Roberta Kelly: vizinha;
  • Leocadio Casanova: especialista perícia;
  • Luiz Airton Saavedra de Paiva: médico-legista;

Depois do depoimento das testemunhas ser encerrado no sábado (8), o réu Luis Felipe Manvailer passou por interrogatório.

Confira abaixo, a partir das 12h, o julgamento de Luis Felipe Manvailer ao vivo. Para assistir, é necessário clicar no link na caixa abaixo já que existe restrição de idade.

CASO TATIANE SPITZNER CHOCOU O BRASIL EM 2018

Guarapuava, cidade de 182.644 habitantes, ficou conhecida nacionalmente em julho de 2018, quando Tatiane Spitzner foi encontrada morta após cair do 4ª andar do apartamento onde morava.

Na época, a polícia foi chamada por vizinhos porque “uma mulher teria saltado ou sido jogada” do prédio na região central.

Chegando no local, os agentes encontraram poça de sangue do lado de fora do prédio, próximo a escadaria de entrada.

Imediatamente, subiram até o apartamento onde o casal morava e encontraram a advogada já sem vida no chão da sala. Porém, seu marido, Luis Felipe Manvailer, não estava na residência.

O professor de biologia só foi preso horas depois na BR-277, em São Miguel do Iguaçu, na região oeste do Paraná, depois de se envolver em um acidente.

Na época, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou que o homem estava desnorteado. Horas depois, imagens que antecederam a morte de Tatiane Spitzner foram divulgadas.

As câmeras flagraram o momento que o casal retornava de um bar, onde o acusado pela morte da advogada comemorava seu aniversário. Ainda dentro do carro, Manvailer começa a agredir fisicamente a esposa.

O casal entra no estacionamento e novas agressões são registradas, inclusive dentro do elevador. Confira abaixo!

De acordo com a denúncia do MPPR (Ministério Público do Paraná), Luis Felipe Manvailer matou Tatiane Spitzer após diversas agressões físicas que teriam iniciado após um desentendimento ocorrido em virtude de mensagens em redes sociais, agindo por motivo fútil e desproporcional.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="763011" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]