Apenas 75% do público-alvo recebeu vacina contra a gripe no PR

Grasiani Jacomini - CBN Curitiba

vacina contra a grioe, vacinação, campanha de vacinação, gripe, secretaria de estado da saúde

A poucos dias do final da campanha nacional de vacinação contra a gripe, a Secretaria de Estado da Saúde alerta os municípios para que promovam estratégias de chamamento do público-alvo que ainda não recebeu a dose. A campanha termina no dia 5 de junho e até esta quinta-feira (28) a cobertura vacinal no Estado era de 75%. O público estabelecido para esta última fase da campanha abrange gestantes, crianças de 6 meses a menores de 6 anos e adultos de 55 a 59 anos.

No boletim epidemiológico divulgado pela secretaria de saúde na última quarta-feira (27), há confirmação de 80 casos de influenza no Estado, e 13 mortes pela doença. Em Curitiba foram registrados 26 casos e 3 mortes.

No Paraná 20% dos casos foram registrados em crianças menores de seis anos, 18% em pessoas na faixa de 20 a 29 anos, seguido de 10% em pessoas entre 60 a 69 anos. Já com relação as mortes, 30% foram confirmadas em idosos com mais de 80 anos.

O secretário da Saúde Beto Preto faz um apelo para que as pessoas que são do público-alvo procurem os postos de saúde.

“Vacinação é dever de casa dos secretários municipais e da Secretaria de Estado da Saúde, então é importante fomentar, informar, mobilizar e incentivar que a vacinação seja feita. Vacinação em dia é um ato de amor, de carinho e respeito pelas pessoas”, afirma o secretário.

Os grupos vacinados anteriormente, como idosos, trabalhadores da área da saúde e povos indígenas superaram a meta, com cobertura acima de 90%.

Entre as estratégias a serem adotadas pelas secretarias municipais de Saúde, a Divisão de Vigilância do Programa de Imunização sugere a abertura das unidades neste sábado para imunizar exclusivamente as crianças, o que facilitaria para os pais levarem os filhos, além do sistema de drive thru na primeira semana de junho para as gestantes, puérperas e adultos de 55 a 59 anos.

Vale lembrar que a vacina não imuniza contra o coronavírus, mas protege contra a Influenza, que é o vírus da gripe.

Previous ArticleNext Article