Após paralisação, motoristas e cobradores de Araucária recebem 13º salário

Os ônibus da empresa Araucária Transporte Coletivo, que operam na região metropolitana e sul de Curitiba, voltaram a cir..

Mariana Ohde - 02 de dezembro de 2016, 07:07

Os ônibus da empresa Araucária Transporte Coletivo, que operam na região metropolitana e sul de Curitiba, voltaram a circular normalmente nesta quinta-feira (1º), após uma paralisação em protesto contra o atraso no pagamento do 13º salário.

Com atraso de um dia, os valores intgrais foram depositados nesta quinta-feira à tarde para os 250 funcionários e as atividades foram retomadas ao longo do dia. Na quarta-feira (30), apenas metade dos salários havia sido foi paga, segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região.

Em nota, a empresa afirma que a Prefeitura de Araucária não realizou o repasse do valor referente ao subsídio do sistema. O subsídio é garantido por meio de um acordo entre a prefeitura e a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), do governo do Paraná. Cada parte é responsável por R$ 400 mil. De acordo com a prefeitura de Araucária, os repasses feitos à Companhia Araucária Transporte Coletivo Ltda, responsável pelo transporte metropolitano, estão em dia.

O processo de repasse é feito via Comec, que, na tarde de quarta-feira, teve problemas operacionais. Devido às dificuldades, a Comec não realizou a transferência, o que ocasionou o problema no transporte coletivo. A Comec já informou a empresa e regularizou a situação, normalizando o transporte. A empresa opera linhas de ônibus urbanas e rurais de Araucária e Contenda, e em alguns bairros de Curitiba, como Cidade Industrial, Pinheirinho, Portão e Capão Raso.