Asilo é interditado e idosos são resgatados desnutridos em Guaratuba

Por CBN CuritibaA Casa de Apoio Luz de Esperança, em Guaratuba, no litoral do Paraná, foi interditada pelo Minist..

Mariana Ohde - 29 de março de 2017, 09:40

Por CBN Curitiba

A Casa de Apoio Luz de Esperança, em Guaratuba, no litoral do Paraná, foi interditada pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) por manter os internos em condições degradantes. De acordo com as informações divulgadas pelo órgão nesta terça-feira (28), no local, foram resgatadas 39 pessoas, a maioria idosas. Eles estavam desnutridos e desidratados.

O local fica no bairro Piçarras e é alvo de processos judiciais e extrajudiciais desde 2014. De lá para cá, várias irregularidades foram identificadas, incluindo relatos de maus tratos e abuso sexual. Em agosto do ano passado, a Vigilância Sanitária chegou a determinar a interdição do local, que, entretanto, continuou funcionando.

Foi só após uma inspeção feita pelo Ministério Público que a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca acionou a Polícia Civil. Cinco pessoas foram presas em flagrante no local, entre elas os donos do estabelecimento. Quando a polícia chegou no local, os proprietários estavam destruindo prontuários médicos e documentos que pudessem reforçar as irregularidades.

Os internos foram resgatados e transferidos para um hospital local. Durante a inspeção, eles foram encontrados em condições extremamente precárias, em uma casa de madeira sem higiene ou ventilação adequada.

Segundo o Ministério Público, não havia acompanhamento especializado dos internos. Na despensa do local foram encontrados vários alimentos podres.

Quando receberem alta, os internos serão encaminhados às famílias – que estão sendo procuradas – ou a estabelecimentos da rede de assistência social de Guaratuba.

Há uma ação civil pública instaurada contra os proprietários, um procedimento administrativo para o encaminhamento dos pacientes a suas famílias ou responsáveis e um inquérito policial para apuração das responsabilidades criminais.