Assassinato de sargento da PM pode ter sido motivado por desavenças pessoais

Ricardo Pereira - BandNews FM Curitiba

sargento, pm, assassinato, morte, curitiba, paraná, tatuquara, investigação, divisão de homicídios, dhpp

A DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa) investiga a morte do sargento da Polícia Militar, Antônio Carlos Pires, de 52 anos. Ainda não se sabe a motivação do assassinato e quem matou a policial. Uma das linhas de investigação aponta que crime pode ter sido motivado por desavenças pessoais.

O crime aconteceu no sábado (26) à noite, na Cidade Industrial de Curitiba. A situação foi registrada por volta das 21h30, na Rua Anjolilo Buzzetti.

O sargento estava de folga, à paisana, e utilizava o carro particular. Ele estaria a caminho de casa, no bairro Vitória Régia, quando foi atingido pelos disparos, que teriam vindo de uma pessoa que estava em um carro parado na frente do veículo do policial.

A delegada Iara Dechiche, da DHPP, esteve no local do crime. Para a investigação, ainda é cedo para afirmar se o assassinato foi, ou não, uma emboscada.

“Não se sabe se foi um assalto ou uma emboscada. A vítima estava parada dentro do carro e ainda não sabemos o motivo. o carro do autor dos disparos estava parado na frente do veículo do sargento”, contou.

Testemunhas relataram que um veículo Gol, de cor prata, estaria envolvido na situação. Um carro com as mesmas características, e que havia sido roubado três dias antes, foi encontrado abandonado no bairro Tatuquara. É o que diz a tenente Falkenbach, da Polícia Militar.

“Ele bate com todas as características que foram repassadas pelas testemunhas. Ele foi encontrado no bairro do Tatuquara. Foi feita a perícia no veículo para verificar se é o mesmo carro usado pelos autores do homicídio”, disse.

O sargento trabalhava na função de auxiliar do setor de Transporte do 23° Batalhão da PM estava na corporação havia 26 anos. Pires, enterrado nesta segunda-feira (28), deixa esposa e uma filha adulta. A Polícia Militar e a Polícia Civil trabalham juntos na investigação sobre o assassinato.

 

Previous ArticleNext Article