Atendimento psicológico durante pandemia é encerrado em Curitiba

De acordo com a prefeitura da capital, o término do serviço é justificado pela vacinação em massa e queda nos atendimentos.

Redação - 21 de abril de 2022, 11:09

(Foto: Pedro Ribas/SMCS)
(Foto: Pedro Ribas/SMCS)

O Telepaz, serviço de atendimento psicológico durante a pandemia em Curitiba, será encerrado no final de abril. Em dois anos, foram realizados mais de cinco mil atendimentos. De acordo com a prefeitura da capital, o término do serviço é justificado pela vacinação em massa e queda nos atendimentos.

“Com a maior parte da população vacinada, as ligações diminuíram e conversávamos com cidadãos que tinham outras queixas, não diretamente relacionadas à pandemia”, explica a coordenadora do Telepaz, Erliete Alves Bernardi Melinski.

O programa fornecia o atendimento psicológico via telefone. Nos primeiros meses, tinham cerca de 350 ligações em duas semanas. Em 2022, o programa levou três meses para realizar o mesmo número de atendimentos. Até 12 de abril, foram registradas 365 ligações.

Até agora, foram 5.045 ligações atendidas. Com o fim do serviço, a recomendação da Secretaria Municipal da Saúde é para que a unidade de saúde mais próxima seja procurada. Lá, elas serão corretamente encaminhadas ao atendimento especializado.

Em casos de emergência, o paciente deve procurar a Unidade de Pronto Atendimento ou contatar o Samu, pelo fone 192.