Atirador de elite reforça segurança na sede da Polícia Federal

Fernando Garcel

O esquema de segurança na região da superintendência da Polícia Federal (PF) segue reforçado e conta com um atirador de elite no topo do prédio. Além de policiais federais, a Polícia Militar também reforça o efetivo de segurança no perímetro. Cerca de 300 agentes de segurança aguardam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O atirador de elite acompanha os protestos de manifestantes favoráveis a prisão do ex-presidente que se concentram na frente da PF. Os manifestantes cantam o hino nacional, gritam palavras de ordem como “Lula ladrão, seu lugar é na prisão” e chegaram a estourar espumante em comemoração ao mandado de prisão.

Do outro lado da cidade, na Praça Santos Andrade, a mesma que recebeu Lula na passagem de sua caravana pela capital paranaense, manifestantes pró-Lula e movimentos sindicais estão reunidos. Desde a noite de ontem, os apoiadores do ex-presidente fazem uma vigília na sede do Partido dos Trabalhadores (PT) de Curitiba.

Segurança


A Polícia Militar tem ao menos 300 homens já envolvidos com a operação e o efetivo poderia chegar aos 750 se for necessário. “Temos todo um grupo de batedores e um grupo de escolta necessário. Estamos acompanhando toda a movimentação de grupos que possam vir, seja a favor ou contra o ex-presidente Lula. Esses grupos serão acompanhados pelo policiamento e temos um reforço de convocação de efetivo, caso seja necessário”, diz o subcomandante geral da Polícia Militar do Paraná, Arildo Luiz, que destacou que os grupos táticos do Estado estão disponíveis e de sobreaviso.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook