Autores de duplo assassinato em posto de combustível são presos em Curitiba

Redação


Os autores do duplo assassinato em um posto de combustível foram presos em Curitiba, na madrugada desta quinta-feira (17). A PMPR (Polícia Militar do Paraná) chegou até os suspeitos após uma denúncia anônima.

Os irmãos Ilson Bueno de Souza Junior e Andre Bueno de Souza estavam escondidos em um quarto no bairro Pinheirinho.

IRMÃOS SÃO PRESOS POR DUPLO HOMICÍDIO EM POSTO DE COMBUSTÍVEL EM CURITIBA

De acordo com informações da Band TV, uma equipe do 13º Batalhão estava realizando uma ronda quando foi abordada por um grupo de pessoas.

Em seguida, o grupo afirmou que os irmãos suspeitos do duplo assassinato no posto de combustível estavam em uma kitnet.

Segundo a PMPR, eles não apresentaram resistência e disseram que no dia das mortes agiram no impulso.

Quando chegaram na DHPP (Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa), Ilson debochou e disse que ‘quem matou foi a Covid-19’.

ACERTO DE CONTAS MOTIVOU MORTE DE ADVOGADO

Igor Martinho Kalluf, advogado, e Henrique Mendes Neto, motoboy, foram assassinados em um posto de gasolina de Curitiba na noite da última quinta-feira (11).

Kalluf foi vítima de um acerto de contas já que, segundo a polícia, eles estaria negociando o recebimento de um pagamento de pedras preciosas para um cliente que representava. Já Neto foi morto apenas por estar no local.

“O Henrique morreu porque estava junto da vítima do advogado. Ele foi chamado para lhe acompanhar e não foi esclarecido muito bem essa situação. Mas o Igor também não acreditou que estaria em perigo”, explicou a delegada responsável pelo caso, Tathiana Guzella.

Segundo a Polícia Civil, o mandante estava com uma dívida de cerca R$ 480 mil envolvendo pedras preciosas e Igor Kalluf foi o advogado contratado para a cobrança desse valor.

Previous ArticleNext Article