Atrasos colocam em risco novo terminal urbano de Maringá

Mariana Ohde


Por Leonardo Filho, Metro Maringá

O atraso no cronograma das obras coloca em risco o repasse de recursos e consequentemente a conclusão do Terminal Intermodal de Maringá. A preocupação ficou evidenciada ontem durante terceira reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada na Câmara Municipal para apurar os erros anunciados pela atual administração no projeto. Segundo o cronograma, a previsão de entrega da obra, iniciada oficialmente no dia 25 de julho de 2016, era de 18 meses. “Hoje, o atraso em toda a obra é de praticamente oito meses”, afirmou o secretário Marcos Zucoloto, durante relato feito aos vereadores da Comissão.

“Para a Caixa (que financia a obra), o projeto é único e contempla o corredor de ônibus na avenida Morangueira, construção dos terminais na Kakogawa e Morangueira, bem como do próprio terminal. Verificamos no dia 20 do mês passado que, para a Caixa, todo o cronograma tinha 42 dias de atraso. Hoje estaríamos com 72 dias. Caso chegue a 90 dias, os repasses são cancelados, por isso já pedimos uma reprogramação do cronograma”, completou.

Ontem (20) à tarde, além do secretário de Obras, foram ouvidos pelos vereadores os secretários Celso Saito (Planejamento) e Gilberto Purpur (Mobilidade Urbana). A comissão, que é presidida por Sidnei Telles (PSD) também é composta por: Jean Marques (PV); Belino Bravin (PP); Alex Chaves (PHS) e Do Carmo (PR). A próxima reunião da CPI será na quinta-feira (23).

Na segunda-feira (27), às 8h os vereadores vão acompanhar uma sondagem no solo onde as obras do terminal são realizadas para verificar a profundidade necessária para as fundações, ponto indispensável para o andamento da obra. O projeto original previa que haveria rocha em uma profundidade de 18 metros, mas uma sondagem feita pela prefeitura detectou rocha apenas 33 metros abaixo do solo.

O procurador jurídico do município, Alexis Kotsifas, acompanhou os secretários e informou aos vereadores que os responsáveis pelas eventuais falhas e erros no projeto serão punidos pela administração.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="420479" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]