Atropelamentos por trem aumentam 21% em 2016 no Paraná

Narley Resende


Com Leonardo Filho, Metro Jornal Maringá

O número de atropelamentos por trem aumentou o equivalente a 21% neste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Um levantamento feito pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) indica que, em 2016, 19 pessoas foram atropeladas. No mesmo período do ano passado, foram 15 ocorrências da mesma natureza.

Apesar da alta dos casos de atropelamento, a quantidade de acidentes caiu desde o começo do ano. Foram 60 ocorrências a menos entre janeiro outubro de 2016.

Dentre os acidentes, o que apresentou maior redução foi o descarrilamento – enquanto em 2015, segundo a ANTT, foram 85 casos, neste ano foram 29 ocorrências.

Com relação aos abalroamentos (choque da composição com outro veículo), foram 41 acidentes em 2016, ante 44 no mesmo período de 2015.

Na região de Maringá, também houve queda no total de acidentes. Em 2015, foram 38 ocorrências, neste ano houve o registro de 13 casos.

Empresa afirma que faz revitalização das linhas férreas

Procurada pela reportagem, a empresa ALL (América Latina Logística), que agora passa por uma fusão com a empresa Rumo, responsável pelo transporte ferroviário no Paraná, informou que está em andamento um trabalho de revitalização e expansão logística na rede.

A empresa também assegurou a compra de novas locomotivas e vagões além de ações corretivas e de recuperação na via permanente, o que, segundo a empresa, vem contribuindo de forma significativa para a melhora do desempenho operacional e redução de acidentes, aumentando a segurança para funcionários e comunidades no entorno da ferrovia.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="397219" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]