Baleia jovem é encontrada morta no Litoral do Paraná

Narley Resende


Um macho jovem de baleia jubarte foi encontrado morto em Matinhos, no Litoral do Paraná, nesta quinta-feira (4), na areia da Praia Central. O animal tem nove metros de comprimento e pesa aproximadamente duas toneladas, estimam pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Segundo a bióloga Camila Domit, do Centro de Estudos do Mar da UFPR, a baleia morreu antes de chegar à praia.

“Estamos aqui fazendo a necropsia para tentar identificar a causa. O animal está em estágio de decomposição bem avançado. Identificamos uma lesão na lateral do animal, que ocorreu antes de ele morrer. Estamos coletando material, conteúdo digestório, bexiga, rim. Esse era um animal juvenil, o outro era filhote. Essa já estava voltando da migração, o outro estava indo.

A remoção da carcaça será feita pela prefeitura de Matinhos. “Temos um protocolo de fauna para espécies marítimas. O que a UFPR faz é atender, identificar causa, amostrar”, explica.

A pesquisadora afirma que, em condições normais, é importante garantir que o animal seja enterrado na praia. “É melhor que seja enterrado em zona de praia. Quando o animal está fresco e existe risco infecto contagioso o animal é incinerado. Como já decompôs, em vários lugares, pode ser enterrado na praia. Faz parte do ciclo biológico da praia. Só temos caranguejo, aves marítimas porque comem essas carcaças”, afirma.

Em junho, outra baleia jubarte foi encontrada morto no Paraná. O filhote estava no Balneário Atami, em Pontal do Paraná.

Precaução

Pessoas que encontrarem animais mortos nas praias devem comunicar as autoridades. Se as pessoas encontrarem animais marinhos no Paraná devem ligara para 0800-642-33-41. Esse número serve para contato referente ao Paraná, São Paulo e Santa Catarina. A ligação é, então, transferida para a autoridade local.

“As pessoas devem tomar um certo cuidado. Não pode mexer, sentar em cima. Nós que estamos aqui, quem está manipulando está de máscara, com acessórios de segurança”, alerta a bióloga.

A área onde a baleia está foi interditada.

Previous ArticleNext Article