Depois de Bandeira Laranja, prefeitura de Curitiba faz fiscalização contra aglomeração no final de semana

Ana Cláudia Freire

reprodução guarda municipal fiscalização curitiba

Equipes das GM (Guarda Municipal) de Curitiba estão nas ruas desde a manhã deste sábado (5) para fiscalizar situações de aglomeração em parques, praças, vias públicas e terminais da cidade. A prefeitura anunciou o retorno à bandeira laranja, quando há risco moderado de transmissão do novo coronavírus (covid-19), no fim da tarde desta sexta-feira (4).

Porém, as medidas só começam a valer na próxima segunda-feira, feriado de 7 de setembro. Até lá, bares, parques e praças continuam com acesso ao público sem ou com pouca restrição.

A decisão foi tomada a partir do aumento dos indicadores usados Secretaria Municipal de Saúde, que, dentre outros, apontou um aumento no índice de transmissão da doença na cidade.

No dia 1º de setembro, Curitiba voltou a ter a taxa de replicação da Covid-19 acima de 1. “Nossa taxa de replicação passou para 1,14. Esse é o resultado do comportamento das pessoas, sendo que as consequências são para o coletivo. Porque no caso do vírus decisões individuais impactam em todos”, informou a Secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

Com previsão de sol e tempo firme para a capital durante o final de semana, a preocupação com aglomerações e com pessoas e estabelecimentos que não estejam cumprindo as normas de distanciamento aumentou. “É muito chato tutelar as pessoas. A prefeitura tem 1.700 guardas municipais. Nem se colocar todo o efetivo não vamos dar conta de 2 milhões de pessoas”, disse a secretária. “Precisamos ter uma consciência coletiva. O Poder Público está fazendo, [a bandeira laranja] é mais trabalho para nós. Bandeira laranja significa ir atrás de gente que não vai fechar. Uma das medidas é a movimentação nos parques. Nós vamos permitir porque é bom para as pessoas fazerem caminhada, corridinha, mas vamos colocar guarda. Não pode ficar lá, sentar na grama e conversar com o amigo”, reforçou.

GRECA PEDE CONSCIÊNCIA DA POPULAÇÃO PARA EVITAR AGLOMERAÇÕES

Mais cedo o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, postou um vídeo em suas redes sociais mostrando o trabalho da Guarda Municipal na fiscalização da cidade e lembrando a morte do Comandante Odgar Nunes Cardoso, que ficou à frente da GM por 31 anos, no dia 5 do mês de agosto.

BANDEIRA LARANJA

As principais mudanças são em relação aos bares, que terão as atividades suspensas. Além disso, a cidade terá quarentena aos domingos, ou seja, mercados e shoppings deverão fechar.

Segundo o boletim desta sexta-feira (4), Curitiba registrou mais 495 casos e 12 mortes. Com isso, a capital paranaense totaliza 34.812 casos e 1.051 mortes. 29.185 dos infectados já são considerados recuperados e 596 casos ainda estão em investigados. 81% dos leitos de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) estão ocupados.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista - Chefe de Redação do Paraná Portal