Novo bazar da Receita Federal reverterá renda para serviços de transplante de medula óssea

Uma nova edição do bazar da Receita Federal acontece nos dias 9 e 10 em Curitiba. Desta vez, a renda será revertida ao I..

Redação - 06 de outubro de 2021, 15:32

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Uma nova edição do bazar da Receita Federal acontece nos dias 9 e 10 em Curitiba. Desta vez, a renda será revertida ao Instituto TMO, que dá suporte aos serviços de transplante de medula óssea. Serão vendidos itens como oupas, perfumes, eletrônicos, celulares, maquiagem e brinquedos.

Para acesso ao bazar, serão distribuídas senhas no local, nos dois dias, a partir das 8 horas. Para entrega das senhas será obrigatório o uso de máscaras e o devido distanciamento entre as pessoas na fila. Será permitida a entrada de, no máximo, 10 pessoas a cada 30 minutos, tempo estipulado para que cada grupo faça suas compras. O ingresso custa R$ 5,00.

Será proibido o uso de celulares no local. A venda está liberada para maiores de 12 anos, mediante apresentação de documento de identificação com foto e CPF. Haverá um limite de compras por pessoa de R$ 900,00, ou seja, o comprador poderá levar vários itens que somem esse valor ou um único item, caso o produto tenha um preço superior. O pagamento poderá ser feito em dinheiro ou com cartões de crédito ou débito.

Como os itens que estarão à venda foram apreendidos em operações de fiscalização da Receita Federal, não possuem garantia nem será permitida a testagem, devolução ou troca dos mesmos. A organização do bazar informa também que, pelo mesmo motivo, os produtos adquiridos não poderão ser revendidos a terceiros, sob pena de apreensão desses itens pelas autoridades competentes.

O Instituto TMO, criado em 1988, é uma entidade beneficente e sem fins lucrativos, que oferece apoio a centros de transplante de medula óssea, pacientes e seus familiares. O carro-chefe entre os projetos desenvolvidos é a Casa Malice, que oferece acolhimento temporário a não residentes em Curitiba e seus acompanhantes durante o período de tratamento pós-transplante, que pode levar de 120 dias a um ano. Em média, a Casa Malice acolhe cerca de 30 pessoas por mês.

Os produtos do bazar estarão disponíveis das 9h às 18h, na rua Pasteur, 463 - Batel.