Embriagado e sem CNH, assessor parlamentar de Curitiba atropela mulher na calçada

Francielly Azevedo - CBN Curitiba

motorista bêbado e sem cnh atropela criança curitiba

Um assessor parlamentar do vereador Zezinho do Sabará (PDT) foi preso em flagrante após atropelar uma mulher pelas costas no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Embriagado, o homem de 63 anos ainda xingou e tentou agredir a vítima.  De acordo com testemunhas, o assessor bebia em um bar da região, no início da noite desta quinta-feira (21), quando cometeu o delito.

O delegado Edgar Dias Santana, da Delegacia de Delitos de Trânsito, conta que o homem saiu com o carro pela calçada na rua Professor Algacyr Munhoz Mader e atingiu a mulher que voltava do trabalho.

“Uma pessoa estava caminhando pela calçada e visualizou o veículo estacionado de forma irregular na calçada, com o condutor dentro. Após passar pelo carro, o veículo arrancou e atropelou a vítima. Na sequência, o condutor saiu do veículo e proferiu alguns palavrões para a vítima. Populares, que se encontravam nas redondezas, abordaram esse indivíduo e um policial militar acabou detendo e conduzindo o indivíduo até a unidade policial”, conta.

O assessor estava bêbado e não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e vai responder por embriaguez ao volante e conduzir veículo sem autorização para dirigir. Como a vítima fez o Boletim de Ocorrência, mas não mostrou interesse de representar contra o homem, criminalmente ele não deve ser responsabilizado.

De acordo com o Portal da Transparência da Câmara Municipal de Curitiba, o homem é servidor comissionado lotado no gabinete do vereador Zezinho do Sabará, com salário mensal bruto de R$ 10 mil.

O delegado acredita que o caso serve de exemplo para que as pessoas não dirijam embriagadas.

“Verificamos essa situação constantemente. A população precisa se conscientizar que, ao ingerir bebica alcoólica, o discernimento e a capacidade motora diminuem de maneira significativa e pode ocorrer um resultado mais grave como foi nessa situação”, completou Santana.

Procurado pela reportagem, Zezinho Sabará informa que o servidor não estava trabalhando nem em horário de expediente e que, portanto, era um momento da vida particular da pessoa. Além de lamentar pela vítima do acidente e torcer por uma rápida recuperação, Zezinho deixou claro não admite e não compactua com esse tipo de atitude, comprometendo-se em exonerá-lo na próxima segunda-feira (25).

Já a Câmara Municipal de Curitiba informou que não vai se manifestar, pois o servidor não estava a serviço do legislativo municipal no momento do acidente.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="596859" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]