Black Market: operação mira grupo que movimentou R$ 23 milhões em contrabando de eletrônicos

Redação

Black Market: operação mira grupo que movimentou R$ 23 milhões em contrabando de eletrônicos

Na manhã desta terça-feira (17), a operação Black Market foi deflagrada para investigar um grupo criminoso que teria movimentado R$ 23 milhões através da lavagem de dinheiro do contrabando de eletrônicos do Paraguai.

Sete mandados de busca e apreensão e ordens para bloqueio de contas bancárias são cumpridos em Guaíra, na região oeste, e Ibiporã, na região norte do Paraná.

As investigações apontam que a organização criminosa tinha como principal atividade a importação irregular de eletrônicos do Paraguai e a lavagem de dinheiro mediante estabelecimentos comerciais de fachada, os quais eram utilizados para dar aparência de legalidade às atividades ilícitas.

Também foi apurado pela PF (Polícia Federal) que os integrantes da organização movimentaram, entre os anos de 2013 e 2017, cerca de R$ 23 milhões. A investigação foi iniciada em 2018 e tinha por objetivo apurar a ocorrência de possíveis crimes praticados por um grupo criminoso estabelecido em Guaíra.

A operação foi batizada de “Black Market” em alusão ao mercado clandestino utilizado pelos integrantes da organização criminosa para a distribuição das mercadorias introduzidas ilegalmente no Brasil a partir da fronteira com o Paraguai.

Divulgação/PF

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="783723" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]