Dengue faz mais duas vítimas e notificações avançam 27% em duas semanas

Angelo Sfair

dengue, paraná, boletim, sesa, secretaria de estado da saúde do paraná, secretaria estadual da saúde, mortes, óbitos, casos confirmados, aedes aegypti

Duas pessoas morreram no Paraná por complicações da dengue, indica o novo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (4) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

Os óbitos ocorreram em Foz do Iguaçu, no oeste, e Londrina, no norte. São cinco mortes confirmadas desde agosto, quando teve início o novo ciclo epidemiológico da doença.

De acordo com a Sesa, apenas quatro casos foram confirmados nos últimos 15 dias. No entanto, isso não significa que a dengue não esteja se espalhando pelo Estado.

Pelo contrário, o número de notificações aumentou 27% em apenas duas semanas. São 8.265 casos notificados, ante 6.490 até o boletim anterior, divulgado em 20 de outubro.

Houve registro de notificações em 12 novos municípios, totalizando 289 com casos suspeitos. O boletim indica que 144 cidades do Paraná tem casos confirmados, para um avanço de 14%.

“Estamos atentos, preocupados e desenvolvendo novas estratégias para combater a dengue, zika vírus e chikungunya”, disse o secretário de estado da Saúde, Beto Preto, por meio da assessoria de imprensa.

Em relação à chikungunya, o boletim divulgado nesta quarta-feira (4) confirma dois novos casos autóctones em Londrina e 31 notificações no Paraná. Para zika vírus são 14 casos notificados.

Dengue, chikungunya e zika vírus são doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

+ Confira o boletim atualizado (04/11/2020)

Previous ArticleNext Article