Dengue faz mais duas vítimas e notificações avançam 27% em duas semanas

Duas pessoas morreram no Paraná por complicações da dengue, indica o novo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-..

Angelo Sfair - 04 de novembro de 2020, 15:25

Arquivo/Agência Brasil
Arquivo/Agência Brasil

Duas pessoas morreram no Paraná por complicações da dengue, indica o novo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (4) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

Os óbitos ocorreram em Foz do Iguaçu, no oeste, e Londrina, no norte. São cinco mortes confirmadas desde agosto, quando teve início o novo ciclo epidemiológico da doença.

De acordo com a Sesa, apenas quatro casos foram confirmados nos últimos 15 dias. No entanto, isso não significa que a dengue não esteja se espalhando pelo Estado.

Pelo contrário, o número de notificações aumentou 27% em apenas duas semanas. São 8.265 casos notificados, ante 6.490 até o boletim anterior, divulgado em 20 de outubro.

Houve registro de notificações em 12 novos municípios, totalizando 289 com casos suspeitos. O boletim indica que 144 cidades do Paraná tem casos confirmados, para um avanço de 14%.

“Estamos atentos, preocupados e desenvolvendo novas estratégias para combater a dengue, zika vírus e chikungunya”, disse o secretário de estado da Saúde, Beto Preto, por meio da assessoria de imprensa.

Em relação à chikungunya, o boletim divulgado nesta quarta-feira (4) confirma dois novos casos autóctones em Londrina e 31 notificações no Paraná. Para zika vírus são 14 casos notificados.

Dengue, chikungunya e zika vírus são doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

+ Confira o boletim atualizado (04/11/2020)