Dengue faz nova vítima fatal e soma 741 casos em dois meses no Paraná

Redação

dengue - Paraná - epidemia

Os dois primeiros meses do ciclo 2020/2021 da dengue no Paraná somam dois óbitos e 741 casos, segundo boletim divulgado pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) nesta terça-feira (06).

A segunda vítima fatal da dengue neste ciclo é uma mulher de 74 anos, moradora de Assaí, município do Norte Pioneiro. A idosa sofria de hipertensão e veio a óbito no dia 13 de agosto.

Nos últimos 15 dias, também foram confirmados novos 163 casos, sendo que já foram registradas contaminações pela doença em 190 municípios do Paraná, desde o início do ciclo em 26 de julho.

Os municípios com maior casos de dengue no estado são Cambé, Foz do Iguaçu, Paranaguá, Umuarama, Santa Terezinha de Itaipu, Cascavel, Maringá e Londrina.

O levantamento deste ciclo da dengue irá durar até julho de 2021 e também já registrou 4.870 notificações, além de dois casos confirmados de Chikungunya e 12 notificações para a Zika.

“O Governo do Paraná está em alerta e mobilizado contra a dengue. Aprovamos, na semana passada, o Plano de Ação para o Enfrentamento da Dengue, Zika Vírus e Febre Chikungunya, em reunião com representantes das secretarias municipais de Saúde”, explicou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Desde 1991, os casos da doença são acompanhados pela Secretaria Estadual da Saúde. Mas no último ciclo, o Paraná quebrou o recorde de casos confirmados e mortes, com 227.724 contaminações e 177 óbitos.

“Além da participação das esferas de governo nas atividades de combate e controle, é preciso o apoio permanente da população para a eliminação dos criadouros do mosquito transmissor das doenças; cerca de 90% dos focos do Aedes aegypti estão em ambiente domiciliar”, finalizou o secretário.

LEIA MAIS: Operação mira organização criminosa que vendia cirurgias bariátricas do SUS

Previous ArticleNext Article