Paraná registra primeira morte pela dengue no ciclo 2020/2021

Redação

Paraná registra primeira morte pela dengue no ciclo 2020/2021

A Secretaria Estadual da Saúde confirmou nesta terça-feira (22) a primeira morte no ciclo 2020/2021 pela dengue no Paraná. A vítima é uma idosa de 63 anos, moradora de Apucarana, região norte do estado.

A vítima apresentava comorbidades para a dengue como a cardiopatia e doença autoimune.

Nos últimos 15 dias, também foram confirmados novos 205 casos, totalizando 578 ocorrências em 90 municípios do Paraná, desde o início do ciclo em 26 de julho.

O levantamento deste ciclo da dengue irá durar até julho de 2021 e também já registrou 3.468 notificações em 229 municípios, além de 14 notificações para a Chikungunya e mais duas para a Zika.

“A dengue é fator de preocupação do Governo do Estado durante todo o ano; nosso acompanhamento e orientações junto aos municípios são constantes, mesmo durante a pandemia do coronavírus”, analisou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Desde 1991, os casos da doença são acompanhados pela Secretaria Estadual da Saúde. Mas no último ciclo, o Paraná quebrou o recorde de casos confirmados e mortes, com 227.724 contaminações e 177 óbitos.

“Temos uma série histórica de monitoramento da dengue indicando que nas estações quentes existe o aumento da proliferação do mosquito transmissor Aedes aegypti; calor e chuva são propícios para este aumento. Por isso, reiteramos a recomendação para que todos verifiquem locais que possam acumular água”, finalizou o secretário.

LEIA MAIS: 34 presos com covid-19 fogem de cadeia no Paraná, diz Depen

Previous ArticleNext Article