Bolsonarista invade festa temática do PT e mata aniversariante a tiros

O guarda municipal Marcelo Arruda comemorava os 50 anos em um clube quando o agente penitenciário Jorge José da Rocha Guaranho invadiu o local e abriu fogo

Redação - 10 de julho de 2022, 10:15

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

O guarda municipal Marcelo Arruda foi assassinado com dois tiros de arma de fogo, neste sábado (9), em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, durante sua festa de aniversário de 50 anos. O autor dos disparos foi o agente penitenciário Jorge José da Rocha Guaranho. Ambos morreram após troca de tiros.

A Polícia Civil investiga se a motivação do crime foi o desentendimento político. Arruda celebrava o aniversário com uma festa temática do PT (Partido dos Trabalhadores). O salão de festas da ARESF (Associação Recreativa Esportiva Segurança Física de Itaipu) estava decorado com balões vermelhos e imagens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Cerca de 40 pessoas estavam no local. Segundo o boletim de ocorrência registrado na 6.ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu, durante a festa, o bolsonarista Jorge Guaranho - que era desconhecido por todos e não estava convidado - chegou ao local armado, acompanhado de uma mulher e uma criança de colo, dizendo aos gritos: "Aqui é Bolsonaro!".

Cerca de 20 minutos depois, o agente penitenciário retornou ao local, desta vez sozinho, com a arma de fogo em mãos. A esposa do aniversariante, que é policial civil, se identificou mostrando o distintivo. O aniversariante Marcelo Arruda, guarda municipal, também sacou a arma para que o agressor recuasse.

Conforme narra o boletim de ocorrência, ignorando os avisos, Jorge Guaranho abriu fogo e efetuou vários disparos. Pelo menos dois acertaram Marcelo, que revidou a agressão e atirou contra o bolsonarista três vezes. O Siate foi acionado e levou os feridos para um hospital, mas eles não sobreviveram.

O guarda municipal Marcelo Arruda comemoravos os 50 anos com uma festa temática do PT (Foto: Arquivo pessoal)
O guarda municipal Marcelo Arruda comemoravos os 50 anos com uma festa temática do PT (Foto: Arquivo pessoal)

Presidente nacional do PT (Partido dos Trabalhadores), a deputada federal Gleisi Hoffmann lamentou o assassinato. "Uma tragédia fruto da intolerância dessa turma", classificou a petista, em uma mensagem no Twitter.

A Delegacia de Homicídios do Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, foi acionada para investigar o caso. Uma perícia será realizada para confirmar o relato das testemunhas. A diretoria da ARESF, local que abrigava a festa, se comprometeu a disponibilizar as imagens das câmeras de monitoramento.

PREFEITURA DE FOZ LAMENTA MORTA DE GUARDA MUNICIPAL

Por meio de nota, a Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, expressou "o mais profundo pesar pelo falecimento do guarda municipal Marcelo Aloizio de Arruda, de 50 anos, na madrugada deste domingo (09)".

O servidor era da primeira turma da Guarda Municipal e estava na corporação há 28 anos. Ele também era diretor da executiva do Sindicato dos Servidores Municipais de Foz do Iguaçu (Sismufi). Marcelo Aloizio de Arruda deixa esposa e quatro filhos

"Agradecemos ao Marcelo Arruda por toda a sua dedicação e comprometimento com o Município, o qual nestes 28 anos de funcionalismo público defendeu bravamente, tanto atuando na segurança como na defesa dos servidores municipais", expressou o prefeito Chico Brasileiro

"Desejamos à família, aos amigos e colegas de Marcelo força neste momento de dor", complementou o prefeito. 

O velório do servidor será neste domingo (10), no Cemitério Municipal Jardim São Paulo, em horário ainda a definir.