Bombeiros combateram 24 incêndios ambientais por dia em 2018

Se um incêndio ambiental já dá um trabalho danado para ser controlado, imagine 24. Esta foi a média de sinistros atendid..

Lucian Pichetti - CBN Curitiba - 04 de janeiro de 2019, 11:04

Foto: Comdec Tibagi
Foto: Comdec Tibagi

Se um incêndio ambiental já dá um trabalho danado para ser controlado, imagine 24. Esta foi a média de sinistros atendidos por dia no Paraná pelo Corpo de Bombeiros, em 2018.

Segundo a corporação, 8,8 mil queimadas foram registradas em todo o estado ao longo do ano passado. A capitã Rafaela Diotalevi explica que as altas temperaturas e o clima seco contribuem para a propagação de focos de incêndio.

"O incêndio ambiental, em alguns momentos, pode ser evitado. Quando a gente fica um longo período sem chuvas, a gente tem uma tendência maior de que o número de incêndios ambientais aumente. Então, é bom a população sempre estar de olho para evitar alguns desses incêndios", diz. "Qualquer foco de incêndio pode se propagar muito rápido".

A maioria dos casos é provocada pela população. É comum que incêndios comecem com uma queimada para limpar o terreno ou a partir de fogueiras, feitas para queimar lixo. A capitã deixa o alerta.

"Terrenos baldios não são locais onde você pode jogar lixo, não pode colocar fogo no lixo ou na própria mata, porque ele pode, sim, passar dos limites e esse pequeno foco que você iniciou vai se propagar", afirma. "Se você estiver perto de rodovias ou outras residências, você pode colocar pessoas em risco".

Incêndios no litoral

No dia 31 de dezembro, três mil metros quadrados de vegetação, na região do Morro do Farol, na Ilha do Mel, foram destruídos por um incêndio. O fogo foi controlado e extinto depois de quase 24 horas de combate às chamas. Ninguém ficou ferido.

Outro incêndio, que não entrou para a conta, foi registrado no primeiro dia de 2019. Uma área de restinga de aproximadamente 400 metros de largura e três quilômetros de extensão pegou fogo em Pontal do Paraná.