Bombeiros do Paraná completam dez dias de trabalho no Pantanal

BandNews FM Curitiba

incêndio no pantanal, queimadas, bombeiros do paraná, governo do estado

Na próxima segunda-feira o Governo do Paraná deve anunciar se os bombeiros militares que ajudam no combate aos incêndios no Pantanal vão permanecer mais tempo no local. Foram enviados para lá 39 integrantes dos bombeiros, sete caminhões-pipa capazes de armazenar seis mil litros de água e sete caminhonetes. Os bombeiros também levaram equipamentos como abafadores, enxadas, mochilas e um drone para auxiliar nos trabalhos.

Segundo o governador Ratinho Junior, o Paraná se solidariza com o Mato Grosso do Sul neste momento de queimadas intensas, já que conta com uma estrutura que permite ajudar a salvar o pantanal, que é uma região importante do Brasil.

“É um momento muito difícil para o Brasil, de estiagem e seca que atinge todos os estados. No Paraná, já estamos vivendo a oito meses com falta d’água e sem chuva. O Pantanal também vive um momento delicado, o volume das queimadas é grande. O gesto do Paraná como seu estado vizinho-irmão é poder colaborar de alguma maneira”, afirmou.

Os bombeiros paranaenses estão combatendo incêndios em duas frentes no Mato Grosso do Sul, uma em Costa Rica e Alcinópolis, perto do Parque Nacional das Emas, e uma em Corumbá e na Serra do Amolar, na fronteira com a Bolívia e na divisa com o Mato Grosso. Eles chegaram no último dia 16 nessas bases. Os representantes do Paraná ficarão na região por 15 dias, mas o prazo pode ser prorrogado.

O comandante da operação é o tenente-coronel Ezequias de Paula Natal. Ele afirma que os trabalhos são feitos com os oficiais do exército.

“Foram 10 dias de atividades intensas e combate aos incêndios de forma direta e indireta. Utilizamos todos os equipamentos, fizemos vias de defesa, combate direto com abafadores etc. Todos os equipamento destinados pelo governo do Estado foram utilizados para minimizar os efeitos dos incêndios. Ainda estamos trabalhando no Parque Estadual Nascente do Rio Taquari porque o local necessita da nossa presença devido à vegetação, temperatura e umidade relativa do ar”, explicou.

Os bombeiros paranaenses estão participando de operações diárias de combate a focos de incêndio com apoio de equipamentos de outros estados.

“Os bombeiros militares destinados a Corumbá foram deslocados através de uma parceria com a Marinha do Brasil, utilizando lanchas para chegar até a Serra do Amolar, onde fizeram o resgate de ribeirinhos e atuaram no combate ao incêndio. Eles ainda permanecem lá para auxiliar nos trabalhos”, disse.

As equipes também estão ajudando a resgatar animais silvestres. Os animais estão sendo levados para UTIs veterinárias móveis. Os incêndios no Pantanal já devastaram 25 mil hectares de mata.

Previous ArticleNext Article
Avatar
em 20 minutos tudo pode mudar