BOPE apreende uma tonelada de drogas em Curitiba e Região em um mês, aponta balanço

O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) apreendeu mais de uma tonelada de maconha e de outras drogas, além de apreender..

Andreza Rossini - 07 de maio de 2018, 11:04

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) apreendeu mais de uma tonelada de maconha e de outras drogas, além de apreender 19 armas de fogo e prender 92 pessoas, em Curitiba e Região metropolitana, de acordo com o balanço da corporação.

Entre 1º de abril e madrugada de 07 de maio, além de maconha, as equipes apreenderam 8,52 quilos de crack, mais de dois quilos de cocaína e 18 gramas de haxixe. “Estas substâncias agregam alto valor de rentabilidade para os envolvidos no tráfico de drogas", afirma a Comandante-Geral da PM, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha.

Dezenas de armas de fogo também foram tiradas de circulação “Estes materiais possuíam relação com o tráfico, roubos, furtos e possivelmente homicídios, com estas apreensões evitamos que estes objetivos continuassem sendo usados no crime”, acrescenta a Comandante-Geral. Foram apreendidas nove pistolas, seis revólveres, uma espingarda e uma garrucha.

Últimas apreensões 

No último sábado (05) em Campo Largo, os policiais apreenderam 136 quilos de maconha e prenderam duas mulheres que estariam envolvidas com o tráfico. Em outra situação, no mesmo dia, no bairro Novo Mundo, em Curitiba, mais 134,3 quilos de droga foram localizados e um homem preso.

Já no bairro Ganchinho, no domingo (06), os policiais viram homens carregando objetos em um VW Saveiro e um Fiat Stilo. Os suspeitos correram para dentro da casa e os policiais militares solicitaram reforços para efetuar a abordagem. Ao entrarem na residência foram encontradas nove pessoas (seis homens e três mulheres), e localizados fardos com tabletes de maconha que totalizaram 193,30 quilos.

“Um dos suspeitos, que possuía uma tornozeleira eletrônica, teria assumido a propriedade da droga e segundo o BOPE, a substância teria sido adquirida em Foz do Iguaçu ”, conta o tenente-coronel Hudson Leôncio Teixeira.  Diante da situação, os suspeitos foram encaminhados para a delegacia da região a fim de serem feitas as providências cabíveis.

“As apreensões de drogas e armas feitas pelo BOPE contam com o apoio do Serviço de Inteligência da unidade que auxilia na busca por informações de locais onde há tráfico, imóveis utilizados para armazenamento e materiais utilizados pelos traficantes, acompanhando a movimentação desses locais e agindo em conjunto com as equipes ostensivas no momento mais adequado”, explica Hudson.