Cachorro é resgatado no Paraná após passar final de semana preso em bueiro

Angelo Sfair

cachorro, cão, resgate, resgatado, bueiro, esgoto, tubulação, galerias de esgoto, boqueirão, curitiba, paraná

Um cachorro foi resgatado nesta segunda-feira (4), em Curitiba, no Paraná, após passar o final de semana preso dentro de um bueiro. O resgate envolveu pelo menos seis pessoas.

O animal tem aproximadamente três anos. O cachorro foi examinado após o resgate e não apresentou nenhum ferimento, mas estava bastante assustado.

Ainda não se sabe como o cachorro foi parar dentro das galerias de esgoto da capital do Paraná. No entanto, acredita-se que ele passou, pelo menos, dois dias inteiros preso na tubulação.

“Fomos acionados na manhã de hoje (04) e o solicitante disse que já tinha ouvido o cachorro no sábado (02). Ele ouvia o ‘chamado’, mas não conseguia identificar de onde vinha”, explicou o diretor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Edson Evaristo.

CACHORRO RESGATADO COM TRANQUILIDADE

Apesar da situação inusitada e potencialmente perigosa, o resgate foi concluído sem intercorrências. O cachorro, mesmo preso há pelo menos dois dias, aguardou pacientemente a retirada da tampa do bueiro (vídeo abaixo).

“Foi necessário romper [a tampa do bueiro] porque estava concretada”, completou o diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna.

Participaram do resgate três veterinários e um socorrista. Além disso, dois funcionários da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) acompanharam a retirada do cão.

APÓS EXAMES, CACHORRO FOI LIBERADO

O cachorro que ficou preso dentro do bueiro não tem dono, mas é conhecido da vizinhança. O caso aconteceu na Rua Aristides da Silva Santos, no bairro Boqueirão.

De acordo com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, o cão não foi encaminhado ao Crar (Centro de Referência para Animais em Risco) porque apresentava boas condições clínicas.

Por isso, o animal de aproximadamente três anos voltou para a rua, onde vive, após passar pelos exames no próprio local do resgate.

“Ele passou por um exame criterioso. Examinaram e fizeram todos os testes. Só estava assustado, mas logo se acalmou”, garantiu Edson Evaristo.

SEM ESTATÍSTICAS

A Prefeitura de Curitiba não dispõe de estatísticas sobre cachorros ou outros animais presos nas galerias da rede de esgoto da capital do Paraná.

“Não temos dados oficiais sobre animais encontrados em bueiros, mas é bem raro. Deve acontecer, em média, uma vez por ano”, explicou o diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, que trabalha há oito anos na Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Em Curitiba, no Paraná, solicitações envolvendo cachorros, gatos e demais animais de rua podem ser feitas por meio do telefone 156.

Previous ArticleNext Article