Cadeias de delegacias são interditadas em Curitiba

Metro Jornal Curitiba


A 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba determinou a interdição das carceragens provisórias da Central de Flagrantes e de parte da carceragem da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos
na cidade. A decisão foi motivada pelas más condições dos dois locais. A ação foi movida pelo Ministério Público do Paraná e o governo do estado terá 30 dias para apresentar um cronograma
de remanejamento. Até lá, as duas delegacias não poderão receber mais presos.

Em nota, a Sesp (Secretaria de Estado da Segurança Pública) informou que tem ciência de superlotação das delegacias e que a atual gestão da pasta “tem realizado ações diariamente buscando reduzir o número de detentos nas delegacias, as quais são os pontos mais sensíveis do problema, de forma a minimizar a tensão existente no sistema penitenciário”. Pelo menos 6 mil vagas deverão ser abertas com a conclusão de 13 obras planejadas, informou a nota.

Previous ArticleNext Article