Câmara abre CPI do Terminal Intermodal em Maringá

Por Leonardo Filho, Metro MaringáA Câmara Municipal de Maringá decidiu, ontem, abrir uma Comissão Parlamentar de ..

Mariana Ohde - 03 de março de 2017, 08:58

Por Leonardo Filho, Metro Maringá

A Câmara Municipal de Maringá decidiu, ontem, abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o andamento e eventuais erros de projetos das obras do novo terminal de Maringá, que na gestão passada recebeu o nome de Terminal Intermodal. A obra, que tem um custo total de aproximadamente R$ 60 milhões, é financiada pela Caixa Econômica Federal.

O prazo para a conclusão é de três anos. No mês passado, a administração anunciou atraso no andamento da obra por conta de supostos erros na sondagem do solo e necessidade de readequações por conta de equipamentos da Copel nas proximidades da obra. À época, segundo o município, a construção que deveria estar 35% pronta, estaria com 9%. Justamente por receio de perder esse crédito, os vereadores decidiram pela abertura da CPI.

“O município corre o risco de perder esse recurso e é justamente esse objetivo para que eventuais erros não causem essa perda, vamos apurar”, explicou o presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa (PP). A escolha dos membros e função de cada vereador na CPI deve ocorrer na próxima semana.

“Apenas após ser protocolado o pedido é que ficam definidos na comissão a função de cada vereador”, completou. Os vereadores fizeram um acordo para protocolar o documento da CPI na semana que vem.

Após a abertura, a CPI tem 90 dias para concluir – esse prazo pode ser prorrogado por mais 45 dias. Legislativo e Executivo podem trocar informações sobre o andamento do projeto.

Assinaram pela abertura da CPI: Sidnei Telles (PSD); Jean Marques (PV); Flávio Mantovani (PPS); Carlos Mariucci (PT); Mário Verri (PT); Mário Hossokawa (PP); Altamir da Lotérica (PSD); Alex Chaves (PHS), Odair Fogueteiro (PHS) e Homero Marchese (PV). A expectativa é que todos os vereadores assinem o documento.