Campanha “Abrace Curitiba” vai comprar cestas básicas. Veja como ajudar

Redação

campanha arrecada recursos para cestas básicas

Uma campanha destinada a arrecadar recursos para comprar cestas básicas para a população carente foi lançada nesta quarta-feira (14) na Câmara de vereadores de Curitiba. A campanha “Abrace Curitiba”  foi idealizada por servidores do Legislativo, com o apoio institucional da casa. A intenção é comprar mil cestas básicas, formadas por 17 itens alimentares, além de produtos de higiene pessoal, a famílias em situação de vulnerabilidade social. As informações são da assessoria de comunicação da Câmara.

A proposta é adquirir os produtos de mercados de bairro, para estimular a economia local. Além de servidores ativos, inativos e vereadores, todos podem somar forças (saiba aqui como participar).

“A campanha está sendo considerada hoje a maior iniciativa de arrecadação de alimentos para a cidade de Curitiba”, disse Ubiratan da Silva, presidente do Sindicato dos Servidores da Câmara Municipal de Curitiba (SindiCâmara). Também integram o comitê organizador os servidores Hamilton Junior e Rodrigo Ishisato, da Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Curitiba (ASCMC), e o diretor de Comunicação, Filipi Oliveira, responsável pela ideia.

“O público-alvo serão as pessoas que já estão cadastradas nos Cras [Centros de Referência da Assistência Social]. São pessoas que não fazem parte do CAD Único, mas que têm procurando os Cras. São profissionais liberais, que não usavam os serviços, cestas, auxílios. O trabalhador informal que está com os recursos no final, muitas vezes auxiliado pela família, amigos”, explicou Ubiratan da Silva, citando a crise gerada pela pandemia.

 

Ajuda dos vereadores na campanha

O presidente do SindiCâmara pediu que os vereadores ajudem na mobilização da campanha, junto a suas bases e em suas redes sociais. A cada 50 cestas básicas, a Fundação de Ação Social (FAS) fará a retirada das doações. De acordo com ele, a Tesouraria do sindicato prestará contas diariamente dos valores arrecadados. “Foi um pedido do presidente Tico Kuzma [Pros] que todos os atos sejam extremamente claros, para que a sociedade veja o que está acontecendo.”

A ideia, acrescentou Ubiratan da Silva, é que a iniciativa seja permanente. A proposta é impulsionar as arrecadações para a campanha do agasalho, por exemplo. No segundo semestre, incentivar a doação de sangue e de medula óssea. “A Câmara de Curitiba sai à frente com esta ação. A Câmara não parou e não fechou durante este processo [pandemia], sem seus servidores”, pontuou. “Tenho certeza que esta campanha será um sucesso e muitas pessoas serão atendidas, e muito bem atendidas.”

“É uma honra para mim integrar esta campanha de solidariedade, de humanidade, principalmente neste momento de pandemia”, afirmou o diretor de Comunicação do Legislativo, Filipi Oliveira. “Estamos todos conectados por um fio invisível e este fio pode salvar vidas. Este é o mote da nossa campanha.”

O presidente da Casa, Tico Kuzma, parabenizou os servidores pela organização de “uma campanha para a cidade toda”. Ele agradeceu à família de Jairo Marcelino e pediu que os vereadores ajudem a replicar a iniciativa: “Muitas pessoas querem ajudar e não sabem como”. “Aqui hoje, mais do que nunca, estamos todos abraçando Curitiba”, finalizou.

 

Veja como fazer as doações:

A iniciativa foi dos servidores do Legislativo, mas qualquer pessoa pode doar qualquer quantia. As cestas são de R$ 100,00, com alimentos e produtos de higiene pessoal.

Os depósitos devem ser feitos por PIX, no CNPJ 17059586000162 [do SindiCâmara].

Quem desejar, pode enviar o comprovante para o e-mail sindicamaracuritiba@gmail.com.

Os servidores da CMC têm a opção de solicitar o desconto em folha.

 

 

Leia também: Prefeitura de Curitiba anuncia auxílio alimentar para famílias carentes

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="757533" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]