Campanha de vacinação contra a dengue começa neste sábado

Fernando Garcel


A Secretaria da Saúde realiza neste sábado o dia ‘D’ de combate à dengue no Paraná. Esse é o primeiro dia da campanha, que vai até 3 de setembro.

O secretário de Coordenação Estadual de Imunização, João Luis Crivellaro, explica que são três doses, que devem ser tomadas a cada seis meses para se ter a proteção completa. “A projeção é que a ação diminua em 85% a internação por casos graves”, diz.

De acordo com a Secretaria da Saúde, 30 municípios devem participar da campanha. São cidades que foram selecionadas por estarem enfrentando epidemias ou mortes pela doença. “O governo adotou como critério para receber a campanha cidades que tenham tido três epidemias desde 2011 ou mais de 500 casos a cada mil habitantes”, explica Crivellaro.

Em 28 dessas cidades, a população vacinada abrange pessoas entre 15 e 27 anos de idade — faixa etária que concentra 30% do total de casos de dengue no Estado. Já Paranaguá e Assai, o público-alvo da campanha tem entre 9 e 44 anos. Ambos os municípios enfrentaram as piores epidemias do Paraná nos últimos dois anos — cerca de 8 mil casos de dengue por 100 mil habitantes.

Crivellaro ainda destaca que é possível fazer um pré-cadastro para agilizar o atendimento. Diferentemente de outras campanhas, cada município terá seu próprio horário de atendimento, que pode ser acessado em seus respectivos sites.

Nesta primeira etapa, o pré-cadastro pode ser feito através do site. Ele está disponível para a população de 28 cidades: Paranaguá, Assaí, Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida, Tapira, Santa Izabel do Ivaí, Cruzeiro do Sul, Santa Fé, Munhoz de Melo, Marialva, Paiçandu, São Jorge do Ivaí, Mandaguari, Sarandi, Iguaraçu, Ibiporã, Jataizinho, Porecatu, Bela Vista do Paraíso, Cambé, Sertanópolis, Leópolis, São Sebastião da Amoreira, Itambaracá, Cambará e Maripá. As exceções são os municípios de Maringá e Londrina, que já contam com sistemas próprios para controle de vacinas.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira, o pré-cadastro foi criado para evitar filas em unidades de saúde com grande movimentação. “Fazendo este cadastro pela internet, a pessoa não precisará perder tempo com isso no dia da vacinação. Será necessário apenas apresentar um documento de identificação com foto e o comprovante de residência para ser vacinado”, explicou.

Quem não fizer o cadastro prévio poderá realizá-lo no momento em que comparecer à unidade de saúde, mas terá que aguardar um pouco mais para ser imunizado. “Já prevemos que no sábado (13), dia D da vacinação, a procura pela vacina será muito grande. Por isso, pedimos que todos façam este cadastro antecipado e evitem possíveis transtornos”, disse a superintendente.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="378493" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]