Campanha incentiva aleitamento materno no Paraná

Mariana Ohde


Agosto foi o mês do aleitamento materno e profissionais de saúde do Paraná realizaram ações diferenciadas para destacar a importância da amamentação. Encontros com mães, palestras internas para enfermeiros e mamaços foram algumas das realizações deste mês de agosto.

A enfermeira da Secretaria da Saúde, Cibele Domingues de Prado da Luz, relata que a mãe que amamenta possui menor sangramento pós-parto e consequentemente menor incidência de anemia. Além disso, a recuperação do peso gestacional também é mais rápida do peso e a prevalência de câncer no ovário é menor. Estima-se também que o risco de câncer de mama diminui 4,3% para a mãe que amamenta.

Já o bebê que é amamentado fica protegido contra diarreia, infecções respiratórias, alergias, hipertensão, obesidade, além de haver uma promoção do crescimento. O risco de, por exemplo, uma criança que é amamentada apresentar diabetes tipo II é 37% menor do que em outras crianças.

Ações

Na 2ª Regional de Saúde (RS), o município de Fazenda Rio Grande dedicou toda a semana do dia 15 a 19 para realizar atividades voltadas para servidores, mães e seus bebês. A Semana comemorativa do aleitamento materno, contou com palestras internas para os profissionais de saúde, mamaços e encerramento com a presença do secretário municipal de saúde.

Foto: AEN
Foto: AEN

Em Curitiba, houve distribuição de folders com o tema ‘Amamentação faz bem para o seu filho, para você e o planeta’, pôsteres sobre estratégia do aleitamento e abordagens do tema com quem estava passando, como por exemplo, os efeitos dos diferentes modos e tempos de estocagem, sobre a acidez e o valor calórico do leite.

No município de Itaperuçu, também na 2ª RS, foi realizado um encontro na Academia da Saúde com pacientes gestantes da Unidade de Atenção Primária e Unidade Básica de Saúde Central. Uma palestra sobre pré-natal, vacinas e exames de rotina orientou profissionais sobre como proceder com as mães no período da gestação. A nutricionista Carolina Speltz conversou com as mães participantes sobre o aleitamento materno.

Interior

Em Arapongas (16 ª RS), 50 mães se reuniram na Praça Matriz de Arapongas e realizaram um mamaço. Em Apucarana foi realizado uma ação interna para os profissionais de saúde do Hospital Materno Infantil. O principal objetivo foi orientar os servidores sobre a mamada na primeira hora.

Segundo a especialista em aleitamento materno do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros, Cristiane Móvio Pereira, a criança que é amamentada na primeira hora de vida pega melhor a mamada. “Isso ajuda no desenvolvimento do bebê e aumenta o vínculo mãe e filho. O leite materno é a primeira vacina da criança”, acrescenta Cristiane.

A Secretaria Municipal de Virmond (5ª RS) organizou uma reunião do grupo de apoio e educação em saúde para as gestantes. A enfermeira Ananda Babinski destaca: “O período da gestação é o melhor momento para que a promoção à saúde e a prevenção da doença ocorram, pois as gestantes estão motivadas para obter informações e realizar cuidados com a saúde”. As gestantes também receberam lembrancinhas e presentes que compõe o enxoval do bebê foram sorteados.

Na 5ª Regional, no município de Laranjeiras do Sul foram realizados encontros nos dias 03 e 05 de agosto. Nos encontros foram realizadas rodas de conversa e sobre a composição do leite materno, posições para amamentar e intercorrências do início da amamentação.

(Com informações da AEN)

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="382553" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]