Campanha “Proteja os Idosos” promove arrecadação para ajudar 30 casas de repouso em Curitiba

Amanda Koiv

campanha, arrecadação, proteja os idosos, covid-19, 30 casas de repouso, curitiba, emergência, campanha de proteção aos idosos

Uma campanha de proteção aos idosos foi criada em Curitiba para encontrar soluções imediatas diante do cenário preocupante em que se encontram 30 casas de repouso na capital. Por meio de arrecadações online, o projeto “Proteja os Idosos” vai ajudar 400 idosos que vivem nestes lares e estão expostos a um alto risco de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19).

Além da falta de recursos para a compra de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) necessários, o afastamento de funcionários com sintomas da doença também colabora para a situação emergencial dos 30 lares que irão contar com a ajuda da campanha.

Por isso, a plataforma SeniorOnline em parceria com as Promotorias de Justiça de Proteção à pessoa Idosa e a empresa Cuidar e Companhia se mobilizaram para contribuir de forma rápida, tendo em vista que a saúde dos idosos está em cheque por conta dos problemas ocasionados pela pandemia da Covid-19.

De acordo com a Promotora de Justiça da 2ª Promotoria de Justiça de Proteção à Pessoa Idosa no MPPR, Dra. Cynthia Maria de Almeida Pierri, a situação é crítica.

Apesar de particulares, essas instituições não têm recursos de sobra”, disse. “Essas casas prestam um serviço muito bonito de apoio e auxílio às pessoas idosas. Elas precisam neste momento de toda ajuda possível do povo”, reforçou.

A diretora da SeniorOnline, Paula Loyola Gomes, enfatiza que a pandemia levou o setor de prestação de serviços para idosos a uma grave crise em todos os países, como contágios em grande escala nos EUA e na Europa, e que em Curitiba a situação pode se repetir.

“70% das mortes por coronavírus são de pessoas com mais de 60 anos de idade”, afirma. “Por isso, direcionamos nosso apelo à população paranaense: a questão é séria e exige solidariedade, uma vez que essas ILPIs estão trabalhando no limite, com falta de EPIs e limitação de recursos humanos qualificados”, concluiu.

A Cuidar e Companhia, empresa especializada em profissionais que trabalham com idosos, vai fornecer a reposição enquanto os profissionais com suspeita da Covid-19 permanecerem afastados de suas funções. Segundo o diretor da empresa, Claudio Kropmanns Milano, é nesse momento difícil que os empresários precisam se unir e ajudar.

“Fomos totalmente solidários à campanha, e abraçamos a iniciativa desde que tivemos conhecimento da gravidade do problema”, afirma o diretor da Cuidar e Companhia.

Um dos lares para idosos que será beneficiado pela campanha é o Doce Aconchego, localizado no bairro Cajuru. A cuidadora e administradora do lar,  Renata Melink Tucholski, conta que apesar de ser particular, o local atende a um público de idosos mais carentes, por isso o financeiro da instituição é limitado, já que todo o valor mensal está contabilizado para as despesas do lar.

“Nossa demanda triplicou devido aos gastos com EPis. Passamos usar todos os materiais descartáveis, como aventais, luvas, máscaras, toucas, escudos de proteção, álcool e produtos de sanitização. Também tivemos que fazer adequações, como colocar lixeiras e dispenser de álcool em todos os quartos. Aumentou também o fluxo de higienização dos idosos: antes, fazíamos de 3 a 4 trocas de fraldas por dia e agora fazemos de 6 a 7 vezes, o que também aumentou os gastos”, desabafou a administradora do lar.

O lar Doce Aconchego possui um plano de contingência emergencial que é adequado conforme as orientações da vigilância sanitária. Segundo a administradora, o lar costuma pedir ajuda aos familiares dos idosos para conseguirmos manter o protocolo de controle, no entanto, pelo fato de serem famílias carentes, nem todos conseguem colaborar e o orçamento da instituição continua sendo prejudicado com o aumento dos gastos.

campanha de proteção aos idosos, proteja os idosos, projeto
Galeria de imagens dos idosos que residem no Lar Doce Aconchego, no bairro Cajuru

COMO DOAR PARA A CAMPANHA PROTEJA OS IDOSOS

A arrecadação online já foi iniciada, e no site do projeto será possível realizar as doações via cartão de débito ou crédito. A plataforma também possui um e-mail que pode prestar informações para quem optar pela transferência bancária. O valor inicial para doação é de R$ 10, e o objetivo de R$ 37.500,00 atende a necessidade de EPIs e profissionais pelos próximos 30 dias.

*** Amanda Koiv é estagiária de Jornalismo e escreve sob a supervisão da Jornalista Ana Cláudia Freire 

Previous ArticleNext Article