Carnaval: 4 milhões de preservativos serão distribuídos no Paraná

Leonardo Gomes - BandNews FM Curitiba

Divulgação/SESA

Ao longo deste Carnaval devem ser distribuídos cerca de quatro milhões de preservativos masculinos, 90 mil femininos e 250 mil unidades de gel lubrificante no Paraná. De acordo com a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), a ação faz parte das medidas preventivas para doenças sexualmente transmissíveis. Os materiais já foram entregues às 22 Regionais de Saúde do Estado, que agora devem repassar para os municípios.

A chefe da Divisão de Doenças Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria, Mara Franzoloso, conta que as doenças transmitidas por relação sexual podem ser contraídas facilmente, já que existem mais de 30 tipos de vírus e bactérias. Além disso, é possível contrair mais de uma infecção ao mesmo tempo, o que aumenta as chances de doenças mais graves como o HIV.

“Se houver relação com uma pessoa infectada por sífilis, com a presença da bactéria a chance de contrair HIV é maior, pois a lesão será uma porta de entrada para outras doenças”, afirmou a chefe da divisão de doenças crônicas e DSTs.

Durante o carnaval, a preocupação com as doenças e infecções sexualmente transmissíveis aumenta. Por isso, também aumenta a preocupação com a disponibilização de preservativos.

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

O diagnóstico das doenças pode ser feito de forma gratuita nas unidades de saúde pelo estado por meio de testes rápidos para detecção de presença do vírus do HIV/AIDS, sífilis e hepatite viral.

Os exames ficam prontos em cerca de 30 minutos. Pessoas diagnosticadas com as doenças são encaminhadas para tratamento, com distribuição de medicamentos como antivirais, antirretrovirais, antimicrobianos e penicilina. O HIV não tem cura, mas com o tratamento adequado a carga viral pode chegar a ser intransmissível.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde, de 2018 para 2019, o Paraná registrou redução de 19% dos casos de Aids; 22% na mortalidade pela doença, e 75% na mortalidade em menores de 5 anos. No mesmo período o Estado alcançou redução de 12% nos casos do HIV. Em todo o mundo, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), ocorrem cerca de um milhão de novas ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) todos os dias.

Previous ArticleNext Article