Carnaval é cancelado nos sete municípios do Litoral do Paraná

Os sete municípios do Litoral do Paraná anunciaram o cancelamento do Carnaval devido ao aumento dos casos da Covid-19.

27 de janeiro de 2022, 22:22

Soldado Levi Júnior/AEN
Soldado Levi Júnior/AEN

Os sete municípios do Litoral do Paraná anunciaram o cancelamento do Carnaval devido ao aumento dos casos da Covid-19.

As últimas cidade a confirmarem o cancelamento dos eventos foram Matinhos e Pontal do Paraná, ambas na última quarta-feira (26).

Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Morretes e Paranaguá haviam realizado o anúncio na última semana.

Atualmente a Regional de Saúde de Paranaguá - que compõe todos os municípios do Litoral, apresenta a quarta maior taxa de mortalidade pela Covid-19 do Paraná, com 396,6.

Esse índice está atrás apenas das Regionais de Saúde de Foz do Iguaçu (415,1), Apucarana (411,4) e Telêmaco Borba (403,2).

Além disso, a Regional de Saúde de Paranaguá apresenta 10.339 casos ativos da Covid-19 nos sete municípios do Litoral.

Confira abaixo a justificativa de cada um dos municípios do Litoral para o cancelamento do Carnaval:

Matinhos

Eventos públicos, como trio-elétricos, shows e blocos de rua estão proibidos, mas eventos privados estão liberados.

Pontal do Paraná

Prefeitura apontou que cancelou outros eventos públicos como o Ano Novo e o Festival do Caranguejo e por isso decidiu não realizar o Carnaval.

Guaratuba

Assim como em Matinhos, eventos públicos, como trio-elétricos, shows e blocos de rua estão proibidos, mas eventos privados estão liberados.

Morretes

Prefeitura apontou que após as festas e eventos do Ano Novo notou um aumento exponencial dos casos da Covid-19 e por isso decidiu cancelar o Carnaval.

Antonina

Prefeitura também apontou que o aumento dos casos foi a principal justificativa e que por isso deve realizar o evento somente em 2023.

Paranaguá

Prefeitura apontou que cancelou outros eventos públicos como o Ano Novo e por isso decidiu não realizar o Carnaval.

Guaraqueçaba

Apenas eventos privados com no máximo 25 pessoas estão liberados no município durante o Carnaval.

LEIA MAIS: Curitiba suspende vacinação contra Covid-19 para crianças