Carnaval de Curitiba teve mais de 300 ocorrências e 16 detidos, aponta PM

Mirian Villa e Vinicius Cordeiro

curitiba carnaval confusão

O Carnaval de Curitiba teve mais de 300 ocorrências atendidas pela PMPR (Polícia Militar do Paraná) desde a última sexta-feira (21). O levantamento foi divulgado pela corporação agora há pouco aponta dados coletados até às 8h da manhã desta terça-feira (25).

O Largo da Ordemum dos principais pontos de turísticos da cidade que sedia blocos carnavalescos, virou um palco de batalhas entre foliões e órgãos de segurança desde o sábado (22). A madrugada de hoje foi marcada por mais um confronto, onde agentes da GM (Guarda Municipal) usaram tiros de borracha para dispersar as pessoas. Um repórter cinematográfico, da Rede Massa, foi atingido no peito, mas não precisou de atendimento e passa bem.

A PM afirma que cumpriu trabalho com abordagens nas imediações das confusões, apoiando o trabalho da GM. Um policial foi ferido na mão por cacos de vidro e uma viatura foi danificada por pedras atiradas.

O objetivo é proteger o cidadão de bem que quer aproveitar as comemorações de Carnaval. (…) A PM tem trocado informações com outros órgãos de segurança pública para identificar os responsáveis pelos tumultos“, afirma trecho da nota.

16 FORAM DETIDOS DURANTE O CARNAVAL, AFIRMA PM

Os dados da PM divulgados ainda revelam que nove pessoas foram presas e dois adolescentes foram apreendidos. Além disso, outras cinco pessoas foram encaminhadas à delegacia, sendo quatro delas por drogas. Contudo, elas foram liberadas após assinar um termo circunstanciado.

Além disso, a corporação informou que 150 policiais militares reforçaram o policiamento na região central de Curitiba após o vandalismo ao comércio registrado na madrugada de segunda-feira (24).

Os lojistas encontraram urina, fezes e vômito na frente dos estabelecimentos, que tiveram suas portas danificadas. Além disso, muitas lojas também foram roubadas, como por exemplo uma ótica que estima ter tido prejuízo maior que R$ 50 mil.

ÍNTEGRA DA NOTA DA POLÍCIA MILITAR

Leia, na íntegra, a nota da Polícia Militar do Paraná sobre as ocorrências no Carnaval de Curitiba:

O anel Central e o bairro São Francisco receberam um incremento de policiamento com cerca de 150 policiais militares, em viaturas e motocicletas, para coibir crimes e vandalismo durante as festas de Carnaval na noite desta segunda-feira (24/02). A atuação da PM desde a sexta-feira (21/02) até às 8 horas desta terça-feira (25/02) resultou em nove prisões e na apreensão de dois adolescentes. Além disso, houve a lavratura de cinco Termos Circunstanciados, sendo quatro por uso de drogas.

Ao todo, mais de 300 ocorrências, de várias naturezas, foram atendidas pelas equipes da Polícia Militar nesses dois bairros nos últimos quatro dias. Nos casos de arrombamentos e danos a estabelecimentos comerciais, a PM buscou os suspeitos, fez encaminhamentos e prisões, a exemplo do que ocorreu no domingo (23/02), em que a PM prendeu autores de furtos a lojas de roupas e recuperou objetos e 50 peças de uma joalheria alvo de vandalismo e furto.

O trabalho da PM tem sido feito em conjunto com a Guarda Municipal e a Polícia Civil. O objetivo é proteger o cidadão de bem que quer aproveitar as comemorações de carnaval. Além do policiamento preventivo, a PM tem atuado com inteligência e trocado informações com outros órgãos de segurança pública para identificar os responsáveis pelos tumultos.

Durante o atendimento às situações, houve um caso de viatura da PM danificada por pedras e um policial militar com ferimento na mão. Assim como nas duas noites anteriores, a Polícia Militar não esteve envolvida em confusões com cidadãos no bairro São Francisco nesta terça. As abordagens da PM se deram nas imediações e em apoio a Guarda Municipal.

Ainda durante o feriado o policiamento reforçado permanecerá no local para coibir novas situações de tumulto e de outras situações, inclusive crimes.

Previous ArticleNext Article