Carro achado após assalto é furtado em delegacia

Redação


Uma mulher, moradora de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, teve o carro furtado do pátio da delegacia da cidade. Ela havia recuperado o veículo no último fim de semana após um assalto, que ocorreu um dia antes de ela perder o veículo novamente.

Na última sexta, dia 10, a consultora de vendas Solange do Rocio de Oliveira foi ao colégio estadual São Cristóvão, na Vila Palmira, para buscar a sobrinha e acabou rendida por dois bandidos armados, que levaram o carro dela, um HB20 vermelho. A mulher conta que só teve tempo de tirar a filha de um ano e sete meses que estava no banco de trás e de apanhar a bolsa e o celular antes de os assaltantes fugirem.

“Fiz a ocorrência na escola mesmo, aí mobilizamos uma série de grupos de Whatsapp, amigos, para tentar localizar o carro. Não tenho seguro, então tinha que dar um jeito. No sábado à noite, um amigo do meu filho me ligou dizendo que uma pessoa tinha ligado para ele dizendo que tinha encontrado o carro. Estava parado em frente a uma empresa no (bairro) Cidade Jardim, em São José. Chamamos a polícia, que veio, fez a verificação do carro. Várias coisas foram roubadas de dentro do carro. Os policiais militares pediram que eu seguisse eles com o carro até a delegacia da Polícia Civil. Fiz a entrega da chave para eles e o carro foi estacionado na frente da delegacia”, conta.

Os policiais civis de plantão alegaram que não podiam devolver o carro imediatamente. Os veículos apreendidos em fins de semana só são liberados nas tardes de segunda, em São José.

O prazo seria necessário para concluir procedimentos como a baixa no alerta de roubo, por exemplo. Assim, a dona do carro foi para casa e ficou tranquila, segura de que o pior já havia passado. “Eles. o plantão de segunda-feira, nem sabiam que meu carro tinha sido roubado”. Ouça:

Chegando à delegacia, a consultora de vendas soube que, a princípio, foram os mesmos bandidos que roubaram o carro pela primeira vez que levaram o veículo de novo no fim de semana. Em troca, um pedido de desculpas da polícia e a velha máxima: “isso nunca aconteceu antes”.

O fato repercutiu muito principalmente nas redes sociais. Entre os comentários de uma postagem sobre o ocorrido no Facebook, vários moradores da cidade relatam que esse não foi o primeiro caso do tipo na mesma delegacia. À reportagem, Solange disse que o local não possui câmeras de segurança.

Em nota, a Polícia Civil diz apenas que instaurou inquérito para apurar o episódio e que “as investigações seguem”. O que não segue é a tranquilidade de Solange, que agora só pensa em vender o veículo o mais rápido possível.

Relacionada: Ladrão se diz comovido e devolve carro furtado

Relacionada: Detentos fogem por buraco na parede e deixam recado a agentes penitenciários

(Com informações de Daiane Andrade, BandNews FM)

Previous ArticleNext Article